Mauro Mariani: “PMDB quer candidatura própria em 2014”

Somente agora, passado um grande susto, é que o deputado federal Mauro Mariani conseguiu parar para pensar com mais calma nos últimos acontecimentos. Para ele, a Convenção Estadual do PMDB, realizada no último sábado, na Assembléia Legislativa, em Florianópolis, deixou uma grande evidência: o PMDB quer candidatura própria em 2014. Mais que isso, na convenção o deputado deu uma mostra da força que tem em toda Santa Catarina, mesmo não alcançando a presidência do partido, que permanece sob o comando do vice-governador Eduardo Pinho Moreira.

A explicação é simples. Mauro Mariani recebeu o apoio apenas do deputado estadual Carlos Chiodini e dos deputados federais Celso Maldaner e Valdir Colatto, além do ex-prefeito Dario Berger, que o acompanhou numa grande cruzada por mais de 240 municípios catarinenses. O deputado levou sua mensagem de renovação ao partido, visitando os delegados com direito a voto, um a um. Foi assim que colheu o sentimento da base do PMDB, que almeja candidatura própria ao governo em 2014.

Do outro lado, Pinho tinha o apoio de 90% dos deputados estaduais e federais. Também contou com a adesão forçada de cerca de 90 dos 105 prefeitos e, de quebra, tinha o abono dos senadores Luiz Henrique da Silveira e Cassildo Maldaner. Para completar, Pinho recebeu o apoio do governador Raimundo Colombo, que percorreu várias regiões do Estado distribuindo promessas de repasse de recursos aos municípios, na ordem de R$ 500 milhões, provenientes do PAC – Plano de Aceleração do Crescimento.

Tudo para brecar o avanço de Mauro Mariani, que percorreu o estado de mãos vazias, sem cargos ou recursos a oferecer e mesmo assim conquistou 231 votos, ou seja, 42% do total de 597. Mauro Mariani levou apenas a esperança de um novo tempo ao maior partido catarinense e do Brasil, que vem perdendo espaço desde a última eleição. Para se mensurar o encolhimento do PMDB em Santa Catarina, basta saber que até a última eleição o partido contava com 117, das 297 prefeituras catarinenses. Agora são 105. Para a próxima eleição, a tendência é de redução ainda maior.

“Percorremos Santa Catarina de ponta a ponta. Colhemos o sentimento da base. Falamos com os delegados olho no olho. A base quer o PMDB de volta ao comando do Estado. O PMDB não quer mais ser coadjuvante e sim voltar ao papel principal. Por isso me considero satisfeito com a convenção, por ter trazido este sentimento à tona. Não fosse a convenção, não saberíamos que a maioria dos delegados quer levantar a bandeira do 15 em 2014”, comenta Mariani.

Apesar de não ter conquistado a presidência, o deputado considera que os 231 votos que recebeu – contra 318 de Pinho Moreira –  foram suficientes para nomear 26 de seus correligionários para integrar o diretório estadual do PMDB. Até então Mauro tinha apenas três dos 71 integrantes ao seu lado. Agora os aliados do deputado discutem com Pinho Moreira a composição da executiva estadual do partido.

Tudo em paz
Após a convenção, o deputado Mauro Mariani viveu dias de alegria e tensão. Na madrugada de segunda-feira nasceram suas trigêmeas Beatriz, Manuela e Rafaela. Sua esposa, Cynthia Camargo teve complicações no parto. Sofreu forte eclâmpsia, a ponto de ter convulsões. Precisou ser induzida ao coma duas vezes. Mauro entrou em desespero ao vê-la assim. Felizmente o pesadelo passou e Cynthia recupera-se a olhos vistos.

Na manhã desta quarta-feira, conduzida em uma cadeira de rodas, ainda sedada, ela viu as filhas pela primeira vez. As pequeninas estão internadas em incubadoras da UTI néo-natal do Hospital Dona Helena, mas passam bem. Estima-se que devem permanecer no hospital por mais 15 dias.

Da Ass. Imprensa

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

2 comentários em “Mauro Mariani: “PMDB quer candidatura própria em 2014””

  1. Grande Thiago Américo, que vive a política no dia a dia, nas ruas também. Pois é, infelizmente nossos partidos estão assim, mais para negócios que cidadania, mais para projetos pessoais, individuais, que coletivos. Vamos fazendo a nossa parte, força, saúde, sucesso! E continue participando com a gente!!

  2. Parabéns Salvador, fez excelentes comentários, o Mauro é o nome mais forte do PMDB hj para governador, o problema é esses cacos do outro lado…

    abraços Salvador

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.