Unimed Paulistana terá de transferir 740 mil clientes para outras operadoras

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) determinou ontem (2) que a  Unimed Paulistana repasse toda a carteira de clientes para outras operadoras. Segundo o órgão, a medida objetiva garantir a assistência aos consumidores.

Em nota, a Unimed informou que já está comunicando os clientes, corretoras e cooperativas sobre a determinação da ANS. A operadora acrescentou que “está trabalhando ativamente para dar completo apoio aos mais de 740 mil clientes”. Dos beneficiários da operadora, 78% são clientes de planos coletivos.

A agência informou que acompanha a situação da Unimed Paulistana desde 2009, com a instauração de quatro regimes especiais de direção fiscal.

Na prática, um agente nomeado pela ANS fez um acompanhamento presencial da gestão devido a “anormalidades econômico-financeiras graves”. Também foram instalados dois regimes de direção técnica, quando o agente indicado pelo órgão faz acompanhamento em razão de “anormalidades assistenciais e administrativas graves”.

No balanço de 2014, a Unimed Paulistana apresentou prejuízo de R$ 275 milhões e patrimônio líquido negativo de 169 milhões.

Como os problemas administrativos e financeiros não foram solucionados, a ANS decidiu pela transferência de todos os beneficiários da operadora em até 30 dias. A empresa que assumir os contratos terá de apresentar situação financeira adequada para manter as condições acordadas com os clientes da Unimed.

Até a transferência, a Unimed tem a obrigação de continuar atendendo os beneficiários. Os consumidores devem manter os pagamentos em dia, de modo a garantir os direitos de migração para a nova operadora.

Com informações da Ag. Brasil

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.