A minha poesia no Blog – “Rayssa”

Essa menina me conquistou aos pouquinhos, e eu a conquistei com jeitinho, paciência, tempo. Não tive filha, mas o Criador me premiou com uma, e a ela ofereci esse humilde poema, fruto dessa travessia que temos feito juntos, eu envelhecendo, ela crescendo, e eu a vendo evoluir, aprender, e ficar ainda mais linda. Beijos Rayssa, milha filha do coração! Com vocês, “Rayssa”, a minha menininha:

“Quando nos vimos pela primeira vez
Ela me fitou com seus grandes olhos, castanhos
Sequer um sorriso, pequenino, se fez
Pequena, miúda, linda, mas éramos estranhos…

Além dos belos olhos, castanhos e vivos
Emoldurados por sobrancelhas espessas
Havia também belos cachinhos, nos longos cabelos
Na menina que depois conheci, bem travessa…

E assim fomos nos conhecendo
Traço a traço, pedaço a pedaço
Tinhosa menina, dos olhos amendoados
Que mais parecem estrelas que brilham no espaço

E como cresces pequena menina!
Agora já dobrou de tamanho
Pulas tanto, quer ser bailarina
Não duvido, com teus sonhos não me espanto

Mas quero te ver, ainda mais crescida
Aprendendo, vivendo, dia após dia
A caminhada que te fará moça
Ainda mais linda, teu nome é Rayssa

No teu sorriso aberto e feliz
Vejo o belo futuro que te espera
Seja sempre atenta, estudiosa e aprendiz
Para que teus sonhos se realizem, não sejam fantasia

Seja como a água, pura e transparente
Refresque a alma de quem conheças
Ouça tudo, seja amiga, não seja ausente
Mostre que tudo pode ser melhor, sem a mentira presente

Rayssa, Rayssa
Nome de princesa, jeito de artista
Seja sempre essa pedra, preciosa
Amiga, alegre, carinhosa, menina

Pule, pule, não canse da vida
Corra, salte, insista, persista
Seja sempre você, menina ou moça,
Mas sempre, sempre a mesma Rayssa

Agora, não somos mais estranhos
Somos como almas gêmeas, somos amigos
Não me temes mais, pedes meus colos
Fez-me pai de novo, vive em meus sonhos

Rayssa, Rayssa, és nosso bem precioso
Nossa menina, nossa companheira
Que Deus te proteja e te dê o mundo todo
Para que vivas, pule, corra, e viva, viva! Rayssa…”

A minha poesia no Blog – “Desabafo”

Sou por natureza uma pessoa otimista. Conheço de berço o que é preconceito, a não aceitação em família, a luta pelo carinho e amor em família, ou fora dela. Aprendi também desde pequeno, que há pessoas muito boas, que te acolhem sem você saber porque, e para quê naqueles dias. Crescendo a gente aprende os porquês, e sente na pele que a indiferença e a maldade estão muito mais nas pessoas do que parece. E há pessoas que jamais serão felizes, elas preferem a escuridão, o rancor, a raiva, o ódio, e fazer algo contra o outro dá mais prazer que amar, na concepção desses seres… humanos?

E aí você também aprende que é preciso sabedoria, tolerância, paciência, mesmo com traições e perdas sem explicação! E para sanar muito dessas dores, sim porque somos fortes à primeira vista, mas somos humanos, também choramos, sentimos e daí…. precisamos desabafar. Ontem por conta de algumas notícias, respostas, lembranças e saudades, escrevi esse poema em alguns minutos no Facebook. Sem nome, apenas palavras vindas do fundo da alma dolorida, cansada, que precisa jogar suas mazelas em algo, e então que seja no papel, ou na tela de computador, compartilhando sentimentos. Assim nasceu mais um poema, a que dei o nome agora de “Desabafo”, porque é isso mesmo, há que se desabafar às vezes, sem perder a ternura….

Espero que gostem, curtam, compartilhem, com vocês o desabafo…

Desabafo

Se saudade fosse veneno,
Há tempos que viria morrendo,
Pois aos poucos me dosam
Da torpe traição que me dão!

Eis que sigo em frente
Mas lá vem ela, a maldade
Sorrateira, voraz, inteira
Tentar acabar com minha vida, que besteira!

Não te cansas, não te esgotas?
De esconder-te por trás das portas?
Do uso do juízo, como faca
Apunhalando-me, como sempre, pelas costas?

Não, não vencerás não!
Porque tenho comigo a força e a razão
Vais embora saudade venenosa
Porque é vida que me espera, toda fogosa

É chão, é pó, é paixão
Combustíveis que movem meu coração
E não é a ingratidão, o fel, a língua maledicente
Que vão me ver por terra, demente!

A poesia no Blog com Vinicius de Moraes – “Tomara”

Do grande Vinicius de Moraes tomo pedaço de sua obra para os leitores do Blog. Tomara que você tenha uma ótima sexta, tomara que tenhas um ótimo final de semana, tomara que tudo se realize com muita paz, saúde, tomara que tudo dê certo para vocês! Com vocês a poesia de um dos nossos grandes poetas:

Tomara

Que a tristeza te convença
Que a saudade não compensa
E que a ausência não dá paz
E o verdadeiro amor de quem se ama
Tece a mesma antiga trama
Que não se desfaz

E a coisa mais divina
Que há no mundo
É viver cada segundo
Como nunca mais…”

Poesia no Blog com Mario Quintana – “A rua dos cataventos”

O Blog Palavra Livre brinda seus leitores com um poeta dos maiores que o Brasil já viu. Com vocês, Mario Quintana, para um ótimo final de semana…

“O mais desnudo, o que não tem mais nada.

Arde um toco de Vela amarelada,
Como único bem que me ficou.

Vinde! Corvos, chacais, ladrões de estrada!
Pois dessa mão avaramente adunca
Não haverão de arracar a luz sagrada!

Aves da noite! Asas do horror! Voejai!
Que a luz trêmula e triste como um ai,
A luz de um morto não se apaga nunca!”

Poesia do dia – “Trabalhador, trabalhadores, anjos do mundo”

Igual abelha ou formiguinha, constrói tudo do Mundo.
Sua fêmea é sua Rainha, e amam o amor mais profundo.
Até que surge o explorador, e nunca o deixa se aprumar.
Humano é ser Trabalhador, Divino e irmão só faz somar.

Ele que cria toda riqueza, a sua ação é toda abençoada.
De solidariedade e nobreza, com o Cosmos esta integrada.
O verdadeiro empreendedor, tudo que faz é emancipar.
Humano é ser Trabalhador, Divino e irmão só faz somar.

Produzir é seu papel, pra Ter produto pra comunhão.
Só existe um Deus no Céu, na terra todo mundo é irmão.
Sem haver carrasco opressor, nem gosto pro maltratar
Humano é ser Trabalhador, Divino e irmão só faz somar.

Tudo que faz é bem feito, capricha pro melhoramento.
É por Justiça e Direito, por consciência e discernimento.
Pro bem ele é colaborador, trabalho é que faz o libertar.
Humano é ser Trabalhador, Divino e irmão só faz somar.

Por todo lado há exclusão, e toda forma de sofrimento.
Está faltando ser mais irmão, convicção no sentimento.
Não pode Ter dominador, que só faz ao mundo estragar.
Humano é ser Trabalhador, Divino e irmão só faz somar.

É preciso dar cada mão, e todo mundo irmão participar.
Desfrutar da Produção, para toda necessidade acabar.
Conforme a idéia do redentor, em Paz universal irmanar.
Humano é ser Trabalhador, Divino e irmão só faz somar.

Tá faltando Humildade, ter mais Jesus Cristo no coração.
Cidadania e afetividade, pra todos terem vida e salvação.
Rompendo discórdia e desamor, Paz e Amor que é ganhar.
Humano é ser Trabalhador, Divino e irmão só faz somar.

A vida está passando, ninguém leva o capital acumulado.
Que todos danos tá causando, maldito falta em todo lado.
A atual Realidade é de terror, que temos de juntos mudar.
Humano é ser Trabalhador, Divino e irmão só faz somar.

Trabalhador a construir, trabalhadores tão sonhadores.
Os Construtores do Porvir, lindas Senhoras e Senhores.
Representam o maior amor, a bem aventurança a chegar.
Humano é ser Trabalhador, Divino e irmão só faz somar.

Pra ter Justiça na sociedade, paz, entendimento e harmonia.
Todos com vida de dignidade, atitude de Juízo e Cidadania.
Já que ele cria todo valor, tem também de ser do comandar
Humano é ser Trabalhador, Divino e irmão só faz somar”

Do Instituto Overmundo – Azuir, Oceanira, Carlos, Ronaldo e Turmas do
Social da Unicamp e Amigos de Mosqueiro

Poema do dia com Pablo Neruda – “Teu riso”

Tira-me o pão, se quiseres,
tira-me o ar, mas
não me tires o teu riso.

Não me tires a rosa,
a flor de espiga que desfias,
a água que de súbito
jorra na tua alegria,
a repentina onda
de prata que em ti nasce.

A minha luta é dura e regresso
por vezes com os olhos
cansados de terem visto
a terra que não muda,
mas quando o teu riso entra
sobe ao céu à minha procura
e abre-me todas
as portas da vida.

Meu amor, na hora
mais obscura desfia
o teu riso, e se de súbito
vires que o meu sangue mancha
as pedras da rua,
ri, porque o teu riso será para as minhas mãos
como uma espada fresca.

Perto do mar no outono,
o teu riso deve erguer
a sua cascata de espuma,
e na primavera, amor,
quero o teu riso como
a flor que eu esperava,
a flor azul, a rosa
da minha pátria sonora.

Ri-te da noite,
do dia, da lua,
ri-te das ruas
curvas da ilha,
ri-te deste rapaz
desajeitado que te ama,
mas quando abro
os olhos e os fecho,
quando os meus passos se forem,
quando os meus passos voltarem,
nega-me o pão, o ar,
a luz, a primavera,
mas o teu riso nunca
porque sem ele morreria.

Pablo Neruda, in “Poemas de Amor de Pablo

Reflexão do dia com Martha Medeiros – Mãe

Vamos esclarecer alguns pontos sobre mães,ok?
Desconstruir alguns mitos.
Não, não precisa se preocupar.
Não é nada ofensivo, eu também sou mãe…e avó!

Vamos lá:

MÃE É MÃE: mentira !!!

Mãe foi mãe, mas já faz um tempão!
Agora mãe é um monte de coisas: é atleta, atriz, é superstar.
Mãe agora é pediatra, psicóloga, motorista.
Também é cozinheira e lavadeira.
Pode ser política, até ditadora, não tem outro jeito.

Mãe às vezes também é pai.
Sustenta a casa, toma conta de tudo, está jogando um bolão.
Mãe pode ser irmã: empresta roupa, vai a shows de
rock pra desespero de algumas filhas, entra na briga por um namorado.
Mãe é avó (oba, esse é o meu departamento!):
moderníssima, antenadíssima, não fica mais em cadeira de balanço, se quiser
também namora, trabalha, adora dançar.

Mãe pode ser destaque de escola de samba, guarda de
trânsito, campeã de aeróbica, mergulhadora.
Só não é santa, a não ser que você acredite em milagres.

Mãe já foi mãe, agora é mãe também.

MÃE É UMA SÓ: mentira !!!

Sabe por quê?
Claro que sabe!
Toda criança tem uma avó que participa, dá colo, está lá quando é preciso.
De certa forma, tem duas mães.
Tem aquela moça, a babá, que mima, brinca, cuida.
Uma mãe de reserva, que fica no banco, mas tem seus dias de titular.
E outras mulheres que prestam uma ajuda valiosa.
Uma médica que salva uma vida, uma fisioterapeuta
que corrige uma deficiência, uma advogada que liberta um inocente, todas são um
pouco mães.

Até a maga do feminismo, Camille Paglia, que só
conheceu instinto maternal por fotografia, admitiu uma vez que lecionar não
deixa de ser uma forma de exercer a maternidade.

O certo então, seria dizer: mãe, todos têm pelo menos uma.
SER MÃE é PADECER NO PARAÍSO: mentira!

Que paraíso, cara-pálida?

Paraíso é o Taiti, paraíso é a Grécia, é Bora-Bora,
onde crianças não entram.
Cara, estamos falando da vida real, que é ótima
muitas vezes, e aborrecida outras tantas, vamos combinar.
Quanto a padecer, é bobagem.
Tem coisas muito piores do que acordar de madrugada
no inverno pra amamentar o bebê, trocar a fralda e fazer arrotar.

Por exemplo?
Ficar de madrugada esperando o filho ou filha
adolescente voltar da festa na casa de um amigo que você nunca ouviu falar, num
sítio que você não tem a mínima idéia de onde fica.
Aí a barra é pesada, pode crer…

MATERNIDADE é A MISSÃO DE TODA MULHER: mentira !!!

Maternidade não é serviço militar obrigatório!

Deus nos deu um útero mas o diabo nos deu poder de escolha.
Como já disse o Vinicius: filhos, melhor não tê-los, mas se não tê-los, como sabê-los?
Vinicius era homem e tinha as mesmas dúvidas.
Não tê-los não é o problema, o problema é descartar essa experiência.
Como eu preferi não deixar nada pendente pra a próxima encarnação, vivi e estou vivendo tudo o que eu acho que vale a pena
nesta vida mesmo, que é pequena mas tem bastante espaço.

Mas acredito piamente que uma mulher pode
perfeitamente ser feliz sem filhos, assim como uma mãe padrão, dessas que têm
umas seis crianças na barra da saia, pode ser feliz sem nunca ter conhecido
Paris, sem nunca ter mergulhado no Caribe, sem nunca ter lido um poema de
Fernando Pessoa.

É difícil, mas acontece.

MAMÃE, EU QUERO: verdade!

Você pode não querer ser uma, mas não conheço que não queira a sua.

5 anos: “Mamãe, te amo.”
11 anos: “Mãe, não enche.”
16 anos: “Minha mãe é tão irritante.”
18 anos: “Eu quero sair de casa.”
25 anos: “Mãe, vc tinha razão.”
30 anos: “Eu quero voltar pra casa da minha mãe.”
50 anos: “Eu não quero perder a minha mãe.”
70 anos: “Eu abriria mão de TUDO pra ter minha mãe aqui comigo.”…

A poesia do dia com Vinícius de Moraes – “Soneto do Amigo”

Para fechar o dia aqui no Palavra Livre, segue uma belíssima poesia de Vinícius de Moraes, grande poeta brasileiro, e que fala da amizade. Confiram no talento de Vinícius a importância dos amigos.

“Soneto do Amigo

Enfim, depois de tanto erro passado
Tantas retaliações, tanto perigo
Eis que ressurge noutro o velho amigo
Nunca perdido, sempre reencontrado.

É bom sentá-lo novamente ao lado
Com olhos que contêm o olhar antigo
Sempre comigo um pouco atribulado
E como sempre singular comigo.

Um bicho igual a mim, simples e humano
Sabendo se mover e comover
E a disfarçar com o meu próprio engano.

O amigo: um ser que a vida não explica
Que só se vai ao ver outro nascer
E o espelho de minha alma multiplica…”

Poema de Charles Chaplin – Pra começar a semana!

Ei! Sorria… Mas não se esconda atrás desse sorriso…
Mostre aquilo que você é, sem medo.
Existem pessoas que sonham com o seu sorriso, assim como eu.
Viva! Tente! A vida não passa de uma tentativa.
Ei! Ame acima de tudo, ame a tudo e a todos.
Não feche os olhos para a sujeira do mundo, não ignore a fome!
Esqueça a bomba, mas antes, faça algo para combatê-la, mesmo que se sinta incapaz.
Procure o que há de bom em tudo e em todos.
Não faça dos defeitos uma distancia, e sim, uma aproximação.
Aceite! A vida, as pessoas, faça delas a sua razão de viver.
Entenda! Entenda as pessoas que pensam diferente de você, não as reprove.
Ei! Olhe… Olhe a sua volta, quantos amigos…
Você já tornou alguém feliz hoje?
Ou fez alguém sofrer com o seu egoísmo?
Ei! Não corra. Para que tanta pressa? Corra apenas para dentro de você.
Sonhe! Mas não prejudique ninguém e não transforme seu sonho em fuga.
Acredite! Espere! Sempre haverá uma saída, sempre brilhará uma estrela.
Chore! Lute! Faça aquilo que gosta, sinta o que há dentro de você.
Ei! Ouça… Escute o que as outras pessoas têm a dizer, é importante.
Suba… faça dos obstáculos degraus para aquilo que você acha supremo,
Mas não esqueça daqueles que não conseguem subir a escada da vida.
Ei! Descubra! Descubra aquilo que há de bom dentro de você.
Procure acima de tudo ser gente, eu também vou tentar.

Um maravilhoso final de semana!Um poema de Chaplin para refletir!

O Caminho da Vida

O caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza, porém nos extraviamos.

A cobiça envenou a alma dos homens… levantou no mundo as muralhas do ódios… e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e morticínios.

Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. A máquina, que produz abundância, tem-nos deixado em penúria.

Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco.

Mais do que de máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura. Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido.

(O Último discurso, do filme O Grande Ditador)

Charles Chaplin