Coronavírus – E os pedágios?

Diariamente circulam nos pedágios de todo o país milhões de pessoas. Diariamente em todo o país centenas de trabalhadores e trabalhadoras vivem dentro de cabines destes pedágios manuseando dinheiro em espécie, tocando as mãos de no mínimo 500 pessoas ao dia – talvez mais em grandes centros – podendo provocar, e já devem ter provocado, a disseminação do vírus Covid-19, o famoso Coronavírus. Já pensaram nisso?

Desde o início da quarentena e proibições de quase todas as atividades econômicas, a não ser as essenciais, a única que não paralisou foram os pedágios. O que teriam os pedágios de tão especial que não foram liberados para a população trafegar sem este contato humano e com dinheiro de mão em mão? Sabem o que isso pode ter significado? Transmissão em massa do Coronavírus. E tudo continua igual, nenhuma autoridade, nacional, estadual ou municipal, tomou providência. É caso de saúde pública como é o transporte coletivo, onde se movimentam pessoas e dinheiro de mão em mão.

Com a Palavra, as autoridades.

Pedágios: ANTT autoriza reajustes em 10 rodovias federais

Dez rodovias federais terão seus pedágios reajustados entre os dias 7 de dezembro de 2014  e 1º de agosto de 2015. Autorizado esta semana pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o reajuste faz parte da revisão extraordinária das tarifas básicas de pedágio. Ele resultará em aumentos que variarão de 0,097% a 1,51%, dependendo da rodovia.

De acordo com a ANTT, as revisões abrangem trechos das rodovias BR-116/324/BA, BR-153/SP, BR-381/MG/SP, BR-116/PR/SC, BR-116/SP/PR, BR-101/RJ, BR-116/376/PR, BR-101/SC, BR-393/RJ e BR-116/RJ/SP. A justificativa é “recompor o equilíbrio econômico-financeiro dos contratos frente a alterações neles realizadas”.

Segundo técnicos da agência, o reajuste foi motivado pela necessidade de se incluir no preço do pedágio verbas para serviços de correios, meio por onde as multas são enviadas, além de custos relacionados aos sistemas de sensoriamento e controle de tráfego. Para conferir a lista de rodovias, a data de aplicação dos reajustes e os novos valores a serem cobrados no pedágio, clique aqui.

Da EBC