Pirabeiraba prepara programação dos seus 154 anos

pirasA programação para comemorar os 154 anos do distrito de Pirabeiraba une a confraternização dos moradores ao incentivo à cultura, ao esporte e ao lazer. A partir desta sexta-feira (12/4), Pirabeiraba está em festa e uma série de eventos é organizada para marcar o aniversário do distrito, que acontece na próxima segunda-feira, dia 15 de abril.

Um jantar comemorativo ao aniversário acontecerá na noite de sexta-feira (12/4), a partir das 19 horas. O evento, voltado para entidades e instituições que atuam em Pirabeiraba e autoridades, será na Sociedade Guarani. No sábado (13/4), acontecerá o tradicional Stammtisch, que contará com a participação de 55 grupos. Além dos estandes, haverá a exposição de trabalhos artísticos e artesanais, apresentações de bandas germânicas, degustação de comidas típicas e a realização do mercado de pulgas. Mais de 6 mil pessoas são esperadas para o evento, que acontecerá na rua Olavo Bilac, a partir das 10 horas.

O 1º Passeio Ciclístico de Pirabeiraba acontecerá no domingo (14/4), encerrando as atividades em comemoração ao aniversário. As inscrições para o evento podem ser feitas na Subprefeitura do Distrito de Pirabeiraba, na rua Joinville, nº 1.350. O Passeio acontecerá a partir das 8h30, saindo em frente à Subprefeitura.

Dona Isolde completa 73 anos com a vida renovada – Parabéns!

Neste dia 6 de junho dona Isolde da Costa, nascida Bäher, completa 73 anos de uma vida bem vivida. Dura, é verdade, cheia de percalços, surpresas, abdicação, voluntariado, superação e tantas outras coisitas mais. Recentemente uma parte da sua vida foi retratada na seção Perfil do jornal Notícias do Dia de Joinville, pelo jornalista e mago das letras, Roberto Szabunia.

Mãe de criação de quatro filhos – Ernani, Elézio (in memoriam), Eliete e Evelyn – do escriturário Zeny Pereira da Costa, e mãe natural deste jornalista que lhes escreve e também de Zeny Pereira da Costa Júnior, já falecido infelizmente, fruto do casamento com Zeny que durou 23 anos, Isolde largou tudo para se dedicar ao seu amor, aos filhos do seu amor, e depois aos seus filhos.

Ajudou a todos os filhos que adotou para serem algo na vida. Seus anos mais viçosos foram inteiramente entregues ao marido e no encaminhamento dos filhos. Nunca reclamou, nem mesmo quando o marido resolveu vender a casa de alvenaria que tanto tinha sonhado, para pagar dívidas e depois retomar a vida de trabalho com um bar na rua Santa Catarina. Trabalho duro fazendo sorvete, fritando bolinhos, limpando o bar na madrugada.

Zeny então adoeceu e veio a morrer de câncer em 1989, a deixando com uma pequena casa de madeira na rua Ibirapuera, 608 com seus dois filhos, Salvador e Zeny Jr. Pensionista, passou a empreender serviço voluntário no CERJ, apoiando a juventude em busca de trabalho e formação, e com isso lutar para colocar seu filho Zeny, que tinha deficiência intelectual, na vida! Em 2005 perdeu Zeny Jr, e sua vida começou a murchar.

Pouco a pouco foi se entregando, sem notar, ao mal da pressão alta, da falência gradual dos rins, sofrendo um AVC hemorrágico em 2007, do qual se salvou porque é forte e queria finalizar aqui a sua tarefa. Hoje, passados quatro anos do derrame do qual ninguém esperava que sobrevivesse, aí está Isolde, forte, bonita, chegando aos 73 anos contando histórias e recebendo o carinho de sua família, familiares, amigos de verdade, da nora Gi Rabello, da neta Rayssa e do filho que escreve essas linhas.

Seus netos Gabriel, Lucas e João Pedro hoje andam distantes, mas certamente não esquecem o carinho e amor que receberam, mesmo quando o foi de forma tímida devido a tantas incompreensões. Parabéns dona Isolde da Costa, que sua saúde se multiplique para continuar a viver agora sim, os bons tempos da vida. Sem pressões, sem trabalho duro, sem abrir mão das suas convicções.

Que Deus a ilumine sempre, com muita saúde e paz, para nos dar a cada dia o exemplo de dedicação, solidariedade e amor ao próximo que marca o livro da sua vida. Beijos enormes meus, da Gi, Rayssa e de tantos os que a conhecem. Parabéns!

APAE Joinville comemora 46 anos de atividades com grande Jantar Dançante no Glória

Uma das entidades mais respeitadas da assistência social em Joinville, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Joinville (APAE) completa 46 anos de atividades na maior cidade catarinense no dia 4 de abril próximo. Para comemorar a data e também arrecadar fundos para a manutenção dos serviços de assistência social, saúde e educação, a diretoria da entidade programou um grande Jantar Dançante que será realizado dia 8 de abril (sexta-feira) a partir das 21 horas na Sociedade Glória em Joinville (SC). É a primeira edição de um jantar dançante promovida pela entidade, e a animação é especial com a presença da Pop Band e também da dupla Junio e Júlio. O valor do ingresso por casal é de R$ 80,00. Toda a renda será revertida para as ações sociais da APAE Joinville. O fone de contato para quem quiser adquirir ingressos e ajudar a APAE é (47) 3431.7403.

A entidade é mantida por contribuições dos pais dos alunos, da população (através de colaborações feitas via telemarketing e Celesc ou afins) e empresas. Conta com apoio do Governo do Estado na cessão de professores e aplicação técnica pedagógica da Fundação Catarinense de Educação Especial; do Município, com professores e pessoal de apoio, mais parte da merenda escolar e parte do combustível e manutenção dos 3 ônibus e kombis, além de recursos recebidos do Governo Federal. Mas para manter tantos serviços especializados, a entidade precisa de ainda mais apoio e recursos, e a realização do Jantar Dançante visa obter mais recursos para investimentos em melhorias para as diversas áreas.

Segundo a presidente Heloísa Walter de Oliveira, a expectativa de participação da comunidade no evento é muito grande. “Nós temos convicção que a sociedade joinvilense e da região não faltará a um evento ao mesmo tempo de lazer e de apoio à entidade. Estamos preparando tudo com muito carinho, e precisamos da presença de todos, além do apoio da imprensa na divulgação do evento. A Apae precisa de todos para manter seus serviços que já caminham para 50 anos de grande trabalho social na cidade”, destaca Heloísa.

Assessoria de Comunicação