Darci de Matos confirma candidatura a Prefeito de Joinville (SC)

Acabou o mistério. O deputado federal Darci de Matos (PSD), 58 anos, vai concorrer à Prefeitura de Joinville. Em texto enviado por sua assessoria de imprensa, o deputado acena com união, experiência e escolha dos melhores nomes “independente de partidos” como trunfos na disputa que se avizinha. Darci licenciou-se nesta quarta-feira, 2, da Câmara dos Deputados para se dedicar totalmente à campanha. Com a saída, assume o suplente Nilson Francisco Stainsack (PSD), de Presidente Getúlio.

A convenção do PSD está marcada para dia 15 de setembro, das 15h às 21h, na sede do partido em Joinville, 144, na rua Sete de Setembro, no Centro. Darci de Matos concorreu na última eleição contra Udo Döhler (MDB), e perdeu no segundo turno. Darci é economista com especialização em administração, é técnico agropecuário, foi professor de escola pública e em universidade. Tenta agora um sonho antigo de comandar a maior cidade catarinense, já que disputou o cargo duas vezes (2008 e 2016).

“Acredito que tenho condições de unir todas as forças e a pluralidade de ideias da nossa cidade. Com a queda na arrecadação prevista para 2021 a experiência será fundamental ao prefeito e a equipe. Vou consolidar a reconstrução de Joinville e escolher as pessoas qualificadas, independente de partidos, com experiência e capacidade técnica para tocar o governo e fazer a cidade um orgulho de se viver”, declara o agora candidato.

O deputado dá um pouco o tom que pretende usar em discursos durante a campanha eleitoral. Segundo Darci de Matos o município precisa voltar a ser a cidade das flores, das bicicletas, e acima de tudo, das oportunidades. “É preciso apontar para um futuro dentro do conceito de uma cidade sustentável, moderna e humana”, destacou. Também ponderou que o debate precisa evoluir além de tapar buracos e, em contrapartida, regredir em setores importantes e não dar conta de investimentos e devolver recursos por falta de execução das obras e serviços, uma alfinetada na atual gestão emedebista que já devolveu recursos exatamente por não executar.

Agora, com a decisão de Darci de Matos, as peças voltam a se mover no tabuleiro joinvilense. Partidos já acertados com outros podem modificar decisões, assim como nomes lançados e a lançar à Prefeitura podem declinar para alinhar ao projeto do pessedista. Partidos também podem mexer o leme. A cada movimento de peças, novidades aparecerão.

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.