PT não aceita ficar de fora da chapa majoritária na Frente de Esquerda em Florianópolis

Uma ampla frente de esquerda estava em gestação em Florianópolis, com a participação de PT, PSOL, PCdoB, PDT, PSB, Rede e outros. Muitas reuniões, debates e conversas rolaram ao longo dos últimos meses, mas desaguou agora em uma digamos, fissura, na formalização da chapa que deseja disputar a Prefeitura da Capital dos catarinenses. O PT, que tem como pré-candidato o vereador Lino Peres, avisou que não aceita participar da Frente caso não esteja presente na majoritária. E que lamenta as discussões terem chegado ao momento sem contar com o protagonismo do partido para encabeçar uma chapa, que segundo os petistas, seria ou PT/PSOL, ou PSOL/PT.

Cartas foram enviadas de lado a lado. Por parte do PSOL, que tem no professor Elson Pereira o seu pré-candidato, o apelo é pela manutenção da união, e afirmam que jamais houve decisão sobre nomes e siglas que comporiam a chapa majoritária da Frente de Esquerda na capital. Em sua página no Facebook, o PSOL reafirma que deseja a unidade, que tudo está em aberto, e apela com um chamado “Fica PT”. Florianópolis deve ter uma das eleições mais acirradas e disputadas este ano, e a união dos partidos de esquerda visa não só uma disputa possível pelo comando da Capital, mas também a eleição de uma bancada de vereadores importante, coisa que hoje não existe, com o comando total dos partidos aliados ao prefeito Gean Loureiro (DEM).

Vamos aguardar os próximos capítulos…

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.