Solidariedade – Garuva recebe mais de 5 toneladas de alimentos

O município de Garuva, localizado no nordeste de SC, foi fortemente atingido pelo ciclone bomba que atingiu o estado nos dias 30/06 e 01/07 e chegou a tirar pelo menos treze vidas devido a sua força, intensidade e destruição. Milhares de famílias ficaram desabrigadas, ao menos 240 municípios foram atingidos, cerca de 1,3 milhão de pessoas segundo informacões divulgadas pela Defesa Civil.

O Governo do Estado calcula que os prejuízos ultrapassaram R$ 682 milhões. Especificamente em Garuva, mais de 40 casas e comércios foram destruídos,70 postes foram derrubados e outros 100 foram danificados. Segundo a Epagri, somente na agricultura Garuva já amarga prejuízos na casa de R$ 18 milhões. Para amenizar um pouco todo este quadro é que os colaboradores do Sicredi da região norte de Santa Catarina entregaram neste sábado (11/7) mais de 5 toneladas de alimentos para a comunidade de Garuva.

A arrecadação, que equivale a mais de 500 cestas básicas e pode atender até duas mil pessoas. Além dos alimentos também foram doados produtos de higiene e limpeza, móveis e roupas. Todos os itens foram entregues no CREAS de Garuva e estarão disponíveis por meio da assistência social, com distribuição a cargo da Prefeitura. Silvio Czarnik, gestor do Sicredi em Garuva estava dentro da agência na hora do fenômeno meteorológico e diz que sentiu na pele a angústia de todos os moradores. “É diferente quando a gente olha um evento deste de dentro, como um dos prejudicados. Foi assustador”, resume.

O prefeito de Garuva agradeceu a ajuda. “Toda ajuda é bem vinda e essa ação dos colaboradores do Sicredi nos enobrece”. Ele conta que a cidade terá uma longa caminhada para retornar ao atendimento normal e estruturar as casas e equipamentos públicos.

Como receber as doações
As famílias que precisam de alimentos, roupas ou móveis precisam entrar em contato com o CREAS e participar de uma avaliação pela assistência social. A distribuição será coordenada pela Prefeitura. O CREAS de Garuva fica na rua Francisco Piske, 69. O Palavra Livre se solidariza com a população das cidades atingidas, e parabeniza a atitude dos colaboradores do Sicredi, que deveria ser seguida por todas as empresas para minimizar as dificuldades de quem perdeu tudo neste ciclone.

  • com informações da Ascom/Sicredi

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.