Militares de SC – Alteração do limite de idade para reserva e reforma são aprovados na CCJ

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), apresentou, na manhã desta terça-feira (9), parecer favorável ao Projeto de Lei Complementar (PLC) 9/2020, do Executivo, que pretende alterar as idades máximas da transferência para a reserva remunerada e para a reforma dos policiais e bombeiros militares do Estado. Conforme a justificativa que acompanha o projeto, o objetivo é adaptar a legislação estadual à Lei Federal 13.594, que entrou em vigor em dezembro do ano passado e aumentou os limites de idade para as Forças Armadas Brasileiras.

A matéria foi aprovada por unanimidade, seguindo o parecer favorável da deputada Paulinha (PDT), com uma emenda substitutiva global que promove nova adequação das idades para a carreira de oficiais da PM. Com a decisão, o PLC segue para as comissões de Trabalho, Administração e Serviço Público e pela Comissão de Segurança Pública.

Permissão para praças
Outra matéria voltada ao meio militar que obteve a aprovação da CCJ foi o PL 282/2019, de autoria do deputado Ivan Naatz (PL), que permite aos praças da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar exercerem a função de piloto de aviões e helicópteros.

Conforme o deputado Kennedy Nunes (PSD), relator da matéria, a permissão será concedida desde que os pretendentes cumpram as exigências previstas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). O texto segue agora para as comissões de Finanças e Tributação; e de Trabalho.

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.