Senador Amin sobre a saída de Moro: “Um desastre!”

Em meio a mais uma grande crise do governo Bolsonaro com a saída de Sergio Moro do Ministério da Justiça na manhã desta sexta-feira, que caiu atirando contra o Presidente da República ao apontar inúmeros possíveis crimes de Jair Bolsonaro, o senador catarinense Esperidião Amin (PP) classificou com um “desastre” a demissão do ex-juiz e agora ex-Ministro.

“Eu considero um desastre a saída do ex-juiz Sergio Moro do comando do Ministério da Justiça e Segurança. É um desastre para o país, pela envergadura moral e respeitabilidade que Sergio Moro tem” – destacou Amin. Lideranças do meio empresarial, jurídico e político criticaram a saída de Moro, inclusive empresários que construíram o apoio à candidatura de Bolsonaro em 2017-2018, e após já durante o seu Governo, se é que dá para se chamar de Governo está bagunça que vemos.

Esperidião Amin espera a manifestação do Presidente sobre o caso, anunciada para às 17 horas de hoje. “Espero que esclareça o seu respeito à Constituição e a investigação que estão em cursos. Contra amigos e não amigos. Considero fundamental que ele esclareça essa tentativa de ingerência em investigações da Polícia Federal”, destacou o senador. Vivemos uma crise pandêmica que mata entre 300 a 400 pessoas diariamente no Brasil, e Bolsonaro brincando de governar. Não dá mais para aguentar esse estado de coisas.

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.