Udo Döhler e o Atrasômetro de Hang

O empresário Luciano Hang, dono da Havan, vai “inaugurar” na tarde desta quinta-feira (27/2) no bairro Floresta em Joinville (SC) a segunda placa do “Atrasômetro”. Sim, ele cobra assim que a Prefeitura de Joinville, governada pelo também empresário Udo Döhler (MDB) não atrase mais um ano a obra de mais uma das lojas do brusquense.

Segundo Hang, já são quase mil dias em que espera pela burocracia do governo para poder gerar empregos. Em postagem na sua página do Facebook, onde avisa eu fará uma live do “evento” às 17 horas, Hang explica: “Hoje infelizmente vou colocar a segunda placa do atrasômetro em Joinville (SC). Estamos há quase MIL dias (2 anos e 8 meses) esperando por alvarás, carimbos, licenças e liberações que não chegam. Às 17h estarei ao vivo no Facebook, junto com a comunidade do bairro Floresta, inaugurando o quarto atrasômetro no Brasil. O outro terreno em Joinville está parado há quase 500 dias. O município perde e a população também. É menos arrecadação e menos 400 empregos diretos”.

Recentemente Luciano Hang teve que publicar em suas redes sociais um pedido de desculpas a um promotor de Balneário Camboriú por acusações que fez sobre atrasos em obras naquela cidade. O empresário responde a vários processos na Justiça, cíveis e criminais, por políticos, promotores, uma guerra quase santa em favor de liberdade total na economia.

A oposição vibra, já que acusam Udo da mesma coisa: atrasar a cidade. Desde o início dos seus governos (2012), Döhler fez mudanças administrativas, mudou de uma Fundação (Fundema) para uma Secretaria (SAMA), e a reclamação de empreendedores e empresários continua. Nada anda para agilizar novos empreendimentos, dizem.

A Prefeitura de Joinville deve dar algumas resposta ao empresário. Afinal, em ano eleitoral…Vamos ver como ficará o final desta história com ares de Sucupira. Enquanto os grandes brigam, o povo paga a conta.

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.