Ovo de páscoa com brinquedinho é abuso. Veja como denunciar.

Em um passeio pelo supermercado fica fácil perceber: ovos de páscoa, direcionados ao público infantil, se espalham pelas prateleiras. São chocolates com personagens e brindes, impregnados de apelo ao consumismo.

A prática fere aResolução nº 163, em vigor há um ano, do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), que dispõe sobre a abusividade do direcionamento de publicidade e de comunicação mercadológica à criança e ao adolescente. Segundo texto do Conselho, utilizar-se de personagens e distribuir brindes com apelo ao público infantil, é uma prática abusiva.

Mas por que será que nada parece ter mudado com a publicação da norma? Segundo o Movimento Infância Livre de Consumismo (Milc), faltam denúncias junto a órgãos fiscalizadores e de defesa ao consumidor.

Para mudar esta realidade, o Milc está propondo uma campanha em que, além do tradicional boicote às marcas e estabelecimentos que oferecem esses produtos, sejam feitas denúncias ao Procon de cada estado e ao Ministério Público.

A ideia é aproveitar a data para por fim a uma série de abusos gerados pela publicidade dirigida ao público infantil, utilizando as vulnerabilidades da faixa etária.  Quer fazer parte desta corrente em favor das crianças? Acesse os modelos de denúncia na página do Movimento Infância Livre de Consumismo.

Com informações da EBC

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.