Empresa norte-americana aluga bodes para capinar terrenos

bodesPode parecer estranho, mas uma empresa norte-americana tem investido na locação de bodes e ovelhas para capinar terrenos. A opção é uma alternativa sustentável e mais econômica para substituir máquinas, normalmente movidas a combustíveis fósseis.

A iniciativa é da Rent-A-Ruminant LLC, que garante a eficiência do sistema. Através da página da empresa na internet é possível contratar os serviços dos animais ruminantes. Para isso, os clientes informam o tipo de terreno que será limpo, dando detalhes sobre o tamanho e as espécies de plantas existentes no local, já que é necessário garantir que não haja espécies venenosas que possam contaminar os animais.

A partir desta primeira analisa, a empresa informa qual é a quantidade de exemplares necessários para realizar o serviço. A estimativa é de que sejam necessários 60 bodes, trabalhando de três a cinco dias, para limpar uma área de 0,1 hectare. A empresa informa que os custos para esta estrutura são menores que os de sistemas tradicionais.

Outro benefício do uso dos bodes é que, por serem animais com extrema facilidade para escalar, eles são capazes de permanecer confortavelmente em terrenos íngremes, onde muitas vezes as máquinas não chegam.

Esta foi a opção escolhida pelo Google como uma das estratégias para minimizar seus impactos ambientais. A empresa anunciou que desde 2009 tem alugado bodes para capinar a terra e manter a grama da sede na Califórnia sempre aparada.

Fonte: CicloVivo.

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.