Você sabe viver em sociedade?

soc

Alguns aspectos negativos do convívio em sociedade poderiam ser anulados através da mudança de pequenas atitudes. O único problema é que a maioria das pessoas são ótimas em criticar e encontrar defeitos nos outros, porém, totalmente incapazes de fortalecer a autocritica, com isso sempre esperam que a mudança parta do outro.

Dificilmente quando alguém reclama dos problemas sociais se preocupa em refletir no que suas atitudes contribuem para o mundo estar como está. Um exemplo, quantos de nós já não reclamou com alguém que estava furando uma fila¿ Entretanto a maioria provavelmente já se aproveitou de oportunidades existentes para driblar uma fila.

A lógica é simples, quer um mundo melhor¿ Pare de reclamar e vá a luta! Não espere que os indivíduos fiquem mais justos, mas procure você fazer a sua parte agindo com justiça. Tenha sempre em mente, exemplos ensinam mais do que palavras.

Foi por isso que bolei 4 dicas simples para você fazer a sua parte na construção de uma sociedade melhor. São elas:

Dica nº1: Ao surgir aquelas situações chatas do dia a dia que nos fazem querer abrir nosso livrinho de lamentações, onde as queixas são as mais variadas, que vão desde a demora do ônibus, o trânsito ruim, a falta de educação do vizinho, ou a grosseria do chefe, pense bem antes de abrir a boca e sair reclamando do que te incomoda! Pense se o que vai falar não pode ofender alguém, reflita se o fato de você reclamar vai ajudar a melhorar a situação ou apenas vai gerar mais conflito. Talvez você acabe optando pelo silêncio e se poupando de outros aborrecimentos.

Dica nº2: Pratique a boa educação, sorria mais, cumprimente as pessoas, elogie mais! Em nosso dia a dia estamos acostumados a lidar com um grande número de críticas, seja no trabalho ou na vida familiar, o fato é que elogios estão virando artigo de luxo. O excesso de cobranças e críticas acabam desmotivando as pessoas. Reflita acerca das qualidades do seu chefe, sua esposa, marido ou filhas, quando encontrar um momento oportuno elogie, agradeça, reconheça o trabalho bem prestado.

Dica nº3: Se coloque no lugar do outro, antes te atacar alguém por sua conduta, falar que determinada pessoa agiu errado e deveria ter outra forma de conduta, pense bem se você não agiria da mesma forma se estivesse passando pela situação que a pessoa está enfrentando. Tenha compaixão pelo próximo e entenda as limitações dos outros também, verifique se ao invés de reclamar você não poderia intervir de maneira mais positiva, através de uma ajuda.

Dica nº4: Não se frustre. Não podemos mudar o mundo, como dito antes, podemos apenas fazer nossa parte. Então se irritar com o que não temos controle só irá gerar uma infinidade de sentimentos negativos, e por consequência, mais problemas. Aprenda a se preocupar apenas com o que você tem controle para mudar, e mesmo assim, faça de maneira inteligente.

Por fim, seja feliz! Com o tempo você verá que as dicas contidas na matéria não facilitarão apenas no convívio em sociedade, mas sim na construção de um estilo de vida mais saudável e feliz.

Por Rebeka Futuro.

 

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.