Saúde do trabalhador joinvilense será discutida em conferência

saúdeJoinville realiza na sexta-feira (30) e nos sábado (31), a 1ª Conferência Macrorregional de Saúde do Trabalhador. O evento será no auditório do Bom Jesus/Ielusc, Unidade II. Um dos temas que devem gerar debates são os acidentes de trabalho seguidos de mutilações e mortes.

Segundo levantamento do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) de Joinville, nos três primeiros meses deste ano 31 pessoas morreram em acidentes de trabalho. Esse número é quase o mesmo que o registrado ao longo de todo o ano passado, quando 35 trabalhadores morreram por acidente no trabalho.

A coordenadora do Cerest, Maíres Baggio, explica que um dos motivos desse balanço é o maior rigor na notificação dos acidentes pelas instituições de saúde. No ano passado o Cerest registrou 394 acidentes de trabalho considerados graves com mutilação.

As definições dessa etapa serão levadas ao encontro estadual, com o objetivo de discutir a implementação da Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, a ser estabelecida na 4ª Conferência Nacional, em novembro.

A secretária executiva do Conselho Municipal de Saúde, Sandra Helena Camilo Bado da Cruz, explica que durante o evento, uma votação entre os inscritos vai indicar até 84 delegados para a conferência estadual, em junho.

A Conferência reunirá 13 municípios da região nordeste de Santa Catarina: Joinville, Araquari, Balneário Barra do Sul, Barra Velha, Corupá, Garuva, Guaramirim, Itapoá, Jaraguá do Sul, Massaranduba, São João do Itaperiú, São Francisco do Sul e Schroeder. Os trabalhos são realizados pelo Cerest.

Fonte: Secretária de Comunicação de Joinville.

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.