Comissão da Verdade realiza audiência na próxima segunda-feira em Florianópolis

comissãodaverdadeA poucas semanas da entrega do relatório para a Comissão Nacional da Verdade, a Comissão Estadual da Verdade Paulo Stuart Wright (CEV) intensifica o ritmo dos trabalhos e realiza nova audiência pública na próxima segunda-feira, 19, em Florianópolis, para coletar depoimentos de vítimas ou familiares e amigos de vítimas sobre as violações de direitos humanos no período militar. A audiência será realizada na sala das comissões da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), às 16h.

De acordo com o coordenador da CEV, o advogado e representante da OAB/SC Anselmo Machado, além do ato na próxima segunda-feira, está prevista uma audiência pública no dia 27 de maio em Joinville e, pelo menos, outras três em Florianópolis ao longo do mês de junho. “O objetivo é reunir o maior número possível de informações para que possamos elaborar um relatório mais completo e detalhado”, explica o coordenador da comissão.

No fim do mês de junho, as comissões estaduais deverão enviar para a Comissão Nacional da Verdade o relatório das atividades desenvolvidas, com informações sobre o número de pessoas presas, torturadas, mortas ou desaparecidas na época da ditadura, para que o órgão conclua o relatório nacional. Em Santa Catarina, a comissão estadual funcionará em paralelo à Comissão Nacional da Verdade até o fim do ano, quando devem ser encerradas as atividades após a conclusão dos relatórios.

Informações adicionais:
Maiara Gonçalves
Secretaria da Casa Civil
comunicacao@scc.sc.gov.br
(48) 3665-2005 / 8843-3497

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.