Atrasou para fazer a declaração do imposto de renda e não sabe o que fazer? Confira dicas!

declaraçãoatrasadaTerminou às 23h59 desta quarta-feira (30) o prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2014.  Nesta quinta (1º) o sistema da Receita Federal fica indisponível para receber a entrega de declarações atrasadas.

O contribuinte que deixou de fazer a declaração no prazo deve se preparar para mandar o documento à Receita a partir desta sexta-feira (02) e pagar uma multa mínima de R$ 165,74.  Caso tenha imposto devido, a multa terá acréscimo que pode chegar a 20% do valor de acordo com o tempo em aberto.

Assim que entregar a declaração com atraso e imprimir o recibo, o contribuinte já receberá também uma notificação da multa e o Darf (boleto) para pagamento, que pode ser impresso no próprio Programa Gerador da Declaração. Além do Darf, devem ser impressos o recibo e a Notificação de Lançamento.

Algumas novidades apresentadas pela Receita Federal para facilitar a vida do contribuinte na hora de declarar o imposto de renda não serão permitidas para a entrega fora do prazo: envio do documento por meio de tablets e smartphones e declaração pré-preenchida.

O que acontece com quem não declara o Imposto de Renda?

A Declaração de Ajuste Anual serve como comprovante de vínculo com o Brasil para tirar uma série de vistos, como o americano, além de comprovante de renda para alugar ou financiar imóveis, principalmente no caso de profissionais autônomos.

Se a pessoa estava obrigada a declarar e não o faz seu CPF,  fica com status de “pendente de regularização” no ano seguinte, o que impede a pessoa de tirar passaporte, prestar concurso público, fazer empréstimos, obter certidão negativa no caso de venda de imóvel e pode ter problemas para movimentar a conta no banco.

Do EBC.

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.