Concurso da Caixa promete ser o maior do mundo

O concurso da Caixa Econômica Federal promete ser um dos maiores do mundo e um dos mais concorridos de todos os tempos no país. Não há nenhum exagero nessa afirmação, como vou demonstrar a seguir, já que esse é o meu tema da semana. Antes, uma curiosidade: vocês sabiam que o maior concurso do mundo é o vestibular chinês? Depois dele, vem o Enem, o nosso Exame Nacional do Ensino Médio. É isso mesmo! E, agora, o da Caixa entra na lista. Vou dar alguns detalhes para demonstrar o que estou afirmando, mas já aviso logo: o concurso da Caixa uma ótima oportunidade para você que sonha com a estabilidade financeira que a carreira pública proporciona.

O certame da Caixa é para formação de cadastro de reserva para provimento de vagas no nível inicial da Carreira Administrativa, no cargo de Técnico Bancário. Mas também há vagas para os cargos de Engenheiro e de Médico do Trabalho. No último concurso, de 2012, que perde a validade no próximo dia 14 de junho, foram mais de 1,2 milhão de inscritos, dos quais 1 milhão e 156 mil apenas para o cargo de técnico bancário. O novo concurso é necessário porque a Caixa tem a pretensão de se tornar, nos próximos anos, o terceiro maior banco brasileiro. A instituição planeja inaugurar mais de 2 mil agências até o fim de 2015. Está em processo de crescimento bem expressivo, tanto, que no último semestre, atingiu o incrível índice de 40% de crescimento, contra 15% da média dos bancos privados.

Basta entrar em uma agência do banco para constatar a urgência de novas contratações. Há grande número de mesas e guichês vazios em todas as unidades. Em alguns horários, as filas são enormes e há grande demora no atendimento, a despeito de toda a informatização dos serviços. São tantos os serviços criados recentemente, que o número de funcionários hoje na ativa não é mais suficiente para dar conta de tudo.

De olho nessa alta demanda, a concorrência será acirrada. As estimativas são de 1,5 milhão de inscritos na disputa pelas mais de 30 mil vagas oferecidas. Para se ter uma ideia da grandiosidade desse concurso, a banca examinadora, Cespe/UnB, deverá corrigir mais de 120 mil redações. Essa informação já é um indicativo de que serão preenchidas muito mais do que as 30 mil vagas previstas.

O fato é que os jovens anseiam muito um cargo na Caixa. Além disso, eles têm permanecido cada vez mais no emprego, conquistado com tanta garra e sacrifício, em concurso tão concorrido. Tanto assim que o índice de turnover – palavra inglesa que define a rotatividade de empregados na empresa – é de apenas 1%. Ou seja, as pessoas têm feito carreira no banco. Os empregados da instituição entram lá muito jovens, com malcompletados 18 anos de idade, logo que terminam o ensino médio, e chegam a posições de destaque ao longo da carreira na empresa estatal.

Mas qual é a razão de tamanho interesse em trabalhar na Caixa, por parte, sobretudo, de rapazes e moças em busca do primeiro emprego? Respondo: os benefícios oferecidos aos empregados. É que o banco promete, além da remuneração inicial de R$ 2.932,32, um total de 63 benefícios, entre os quais aqueles que, de modo geral, são oferecidos aos empregados por empresas estatais ou da iniciativa privada. O valor da remuneração é constituído de vencimento-base, de R$ 2.025; auxílio-alimentação/auxílio-refeição, de R$ 509,96; e cesta-alimentação, de R$ 397,36. Os valores estão atualizados segundo informações da assessoria de imprensa do banco.

Nada mau para começar, em troca de uma carga de trabalho de apenas 30 horas semanais para os futuros técnicos bancários, degrau inicial da carreira na Caixa. Já os profissionais aprovados para o cargo de Engenheiro farão jus à remuneração inicial de R$ 8.041,00, mais benefícios, para jornada de 8 horas diárias e 40 semanais. Os médicos do Trabalho receberão remuneração inicial de R$ 4.021,00, mais benefícios, para jornada de 4 horas diárias e 20 semanais. O concurso oferece apenas nove vagas imediatas para esses cargos, mais cadastro de reserva.

As vagas estão distribuídas por todo o Brasil, e é exigido apenas o certificado de conclusão do nível médio para o cargo de Técnico Bancário. E atenção: as inscrições começaram no dia 24 deste mês e vão apenas até 11 de fevereiro, pelo site do Cespe. O valor das taxas de inscrição é de R$ 43 para o cargo de Técnico e de R$ 78 para os demais postos. A prova será aplicada nas capitais de estados, no Distrito Federal e em diversas cidades do interior.

Tenho certeza de que muitos candidatos, diante da magnitude desse concurso, já estão se perguntando sobre o que fazer para vencer a megaconcorrência, com tão pouco tempo para estudar. Serão apenas dois meses para assimilar todo o conteúdo exigido pela banca examinadora. A resposta para essa pergunta é simples, queridas concurseiras e prezados concurseiros: estratégia de preparação. É tudo aquilo que tenho escrito sobre como memorizar, como se concentrar e como manter o foco o tempo todo no grande objetivo, que é a aprovação e a conquista desse tão desejado emprego.

Do Congresso em Foco.

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.