Manifestação contra aumento abusivo nas passagens de ônibus para trânsito no centro de Joinville.

O reajuste da passagem de ônibus em Joinville, que aumentou para R$ 3,00 o valor do bilhete antecipado (o novo preço passa a valer a partir do próximo dia 11 de janeiro) foi alvo de protestos numa manifestação que correu as ruas do Centro da cidade na tarde desta quarta-feira.

Após uma mobilização na Praça da Bandeira, ao lado do terminal urbano, cerca de 130 manifestantes, entre eles membros do Movimento Passe Livre, saíram pelas ruas centrais erguendo faixas de protesto e entoando gritos de guerra contra o aumento.

Por volta das 19 horas, pneus foram queimados entre as ruas Princeza Isabel e João Colin. O trânsito ficou parcialmente bloqueado no local por cerca de meia-hora. A Polícia Militar não precisou intervir. Neste momento, os carros circulam sem interferência no trecho.

O professor de filosofia e integrante do Movimento Passe Livre, Hernandez Vivan Eichenberger, reforça que a meta do movimento é a instituição da tarifa zero em Joinville.

—Se o valor atual não fosse reajustado, já seria uma pequena conquista. Ainda assim, insuficiente — diz.

A tese do Movimento Passe Livre é de que a implantação do IPTU Progressivo poderia subsidiar a tarifa zero, ficando os maiores valores para aos donos dos maiores terrenos. Nova manifestação está marcada para o próximo dia 15, também no Centro da cidade.

Do Diário Catarinense.

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.