De advogada a palhaça, conheça um pouco sobre essa encantadora história

Trago a todos que acompanham o blog Palavra Livre uma ótima reflexão para segunda-feira, aos que além da reflexão decidirem ajudar este belo projeto, deixarei o endereço eletrônico para doações no final do texto.

Bia Alvarez é uma advogada que tinha um emprego desejado por muitos, quantas pessoas hoje em dia não desejam ter um cargo público? Muitos passam anos estudando e correndo atrás da tão sonhada estabilidade financeira. No entanto, a advogada em questão decidiu andar na contra mão dos anseios sociais, pediu exoneração de seu cargo público e decidiu se dedicar ao teatro. Agora, sem dinheiro ou emprego, corre atrás de incentivo para que seu projeto, e sonho de vida, se torne possível.

Apesar da história narrada ser basicamente simples, possível de ser resumida em um parágrafo, trás consigo uma importante lição de vida, talvez uma das mais profundas, que envolve as escolhidas que fazemos para nossas vidas.  Quantos de nós já se questionou sobre a carreira profissional escolhida ou até mesmo sobre outras escolhas que temos que fazer ao longo da vida? Quanto de nós decidiu continuar em um emprego por comodismo ou medo de arriscar? Será que a estabilidade financeira é o aspecto mais importante de nossas vidas?

Esta linda e corajosa palhaça decidiu enfrentar todos os seus medos e seguir seu sonho, decidiu abrir mão do conforto que tinha para viver a incerteza do amanhã. E você? O que escolhe?

Caso tenha interesse em saber um pouco mais sobre o projeto ou até mesmo fazer uma doação, basta clicar aqui.

Por Rebeka Futuro.

 

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.