Horário integral deve ser adotado em metade das escolas públicas até 2016

Analisar um projeto que prevê oferecer aulas em ensino integral para alunos da educação básica da rede pública de ensino deverá ser uma das atribuições das comissões de Finanças e Tributação e de Constituição e Justiça e de Cidadania, o qual deve ocorrer no próximo ano. O projeto que prevê que as escolas devem oferecer pelo menos 7 horas de ensino diário para alunos dos ensino infantil, fundamental e médio.

Com isso os estudantes passarão de 800 para 1400 horas de aulas por ano, em 200 dias letivos.  De acordo com o Deputado Lelo Coimbra, que foi relator na Comissão de Educação, este projeto visa atender as exigências contidas no plano nacional da educação.

Pelo menos 50% das escolas públicas deverão implantar o horário integral até 2016. O projeto prevê ainda que os alunos deverão ter atividades de ensino culturais, esportivos e acompanhamento pedagógico, além de 5 horas de atividades em sala de aula. Ficam de fora desta regra os alunos de ensino noturno e outras formas alternativas de ensino.

Com informações do EBC

 

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.