Tempo de conscientizar, tempo de compartilhar

Vivemos em tempos modernos. Podemos nos comunicar, pagar, comprar, vender, receber, conversar, editar, fotografar, inventar, reinventar, e tantas coisas mais, tudo on-line, tempo real, agora! Internet, redes sociais, e-mails, tanto de casa, do trabalho ou em mobiles, celulares, pelas ruas, escritórios e avenidas. O homem tem uma infinita capacidade de criar! E ao mesmo tempo uma mesma capacidade, esta mais utilizada, de destruir. E isso também on-line, tempo real! Porque digo isso, devem se perguntar os incautos leitores do Palavra Livre, meu espaço de debate, opinião e notícia agora também aqui no Portal.

Digo isso em meu post de estreia aqui no Portal Joinville para valorizar o compartilhamento, que nada mais é que tomar parte em ou de alguma coisa; participar de alguma coisa; partilhar algo com alguém, compartir algo ou alguém. O convite do amigo Wagner Dias e Portal para compartilharmos ideias, opiniões, escritas é um ato de solidariedade, de inteligência, de gente moderna com olhar solidário. Coisa difícil de encontrarmos em nosso cotidiano. A eles rendo minhas homenagens, e compartilho com todos os interessados em avançar nas relações humanas, tão estremecidas, difíceis e intrincadas, mesmo com a magia da comunicação em nossas mãos, em tempo real, cada vez mais!

A disputa econômica, tão latente no capitalismo, nos levou a patamares de concorrência nunca vistos antes! E com a digitalização da vida, com a rapidez que as informações e fatos percorrem o mundo em milésimos de segundo, o acirramento avolumou-se a tal ponto que não há mais obstáculos que impeçam espíritos desprovidos de humanidade de difamar, atacar, manchar, roubar, alterar, linchar, expor pessoas e suas imagens. Basta um clique. E lá se vai o compartilhamento da intolerância, da maldade, do mau-caratismo, da infelicidade do outro. Corre como pólvora na rede. Compartilhar intolerância, racismo, preconceito, golpes, é de bom gosto?

Claro que não! Mas aí é que entra a conscientização! O que é conscientizar? Conscientização é o ato de estar ciente, isto é, ter conhecimento sobre algo e a partir daí, passar a refletir, julgando o que está certo ou errado em suas atitudes de tal forma que seu objetivo passe a ser a transformação de si mesmo e depois da sociedade como um todo. Sendo assim, será que a humanidade corre tanto para se transformar em algo medonho? Horrível? Todos lutando contra todos, aí sim on-line também, e com a rapidez e velocidade do som e da luz?

Espero, desejo e trabalho para que isso não ocorra. Hoje, dia da Consciência Negra em nosso país, poderia ser o inicio da conscientização da nossa gente para essa raça que nos fez grandes com trabalho escravo. Eles não são descendentes de escravos, mas sim seres humanos que foram escravizados. Injustiçados e deixados à margem da sociedade por séculos, eles merecem sim espaços de cotas, em todos os lugares possíveis. E os poderes públicos devem ter politicas publicas permanentes de acesso e inserção dos negros em patamares que todos têm acesso. Conscientizar é isso. É pensar e espalhar, compartilhar, a verdade.

Essa é a minha estreia por aqui. Consciente do que penso, digo e faço, compartilho para que todos conheçam, reflitam e pensem sobre o que vivem hoje, on-line, off-line. Fisicamente, virtualmente. Mas que pensem e compartilhem uma visão mais humana, solidária, digna de quem somos: seres pensantes.

Mais uma vez, obrigado Wagner por abrir esse espaço à minha palavra, ao Palavra Livre!

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.