Meio Ambiente: SC recebe três seminários que tratam do tema

O que está sendo feito hoje para que o futuro possa ter uma resposta tranquila em relação  à utilização de recursos naturais é um dos focos dos Seminários de Meio Ambiente que serão realizados em três cidades catarinense com o patrocínio da Petrobras e Tractebel. Em Florianópolis o evento já ocorreu no último dia 10 de outubro.

Nas próximas semanas, as cidades de Joinville (16/10) e Chapecó (24/10) receberão autoridades e pesquisadores que vão mostrar como Santa Catarina deve se preparar a longo prazo e quais as perspectivas para o Brasil na próxima década. A vinda de renomados pesquisadores da área são bons motivos para atrair mais pessoas a debater os desafios da mobilidade urbana e das mudanças climáticas, entre outros.

Temas como “Indústrias Sustentáveis” e “Desafios da Agroindústria”, que serão abordados por gestores e conhecedores do assunto, terão como complementos as apresentações de cases que já vem dando resultados importantes na minimização dos impactos ao meio ambiente.

Os seminários pretendem ser mais do que simplesmente palestras, mas serão um marco para colocar Santa Catarina no centro das discussões ambientais, com possibilidades de criar regulações e disseminar os assuntos debatidos para toda a sociedade.  O objetivo é dar um panorama do que já foi feito, mas com uma visão de futuro para que daqui a sete ou dez anos possamos colher os frutos dessa preparação.

SOBRE OS EVENTOS
Os eventos são gratuitos e para participar basta se inscrever pelo site  www.ricmais.com.br/sc/seminariosdomeioambiente

Seminários do Meio Ambiente é uma ação do Grupo RIC, com realização do Notícias do Dia e patrocínio da Petrobras.

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.