Acessibilidade: Projeto da Udesc visa melhorar escola pública estadual

Na próxima quinta-feira, 5, será apresentado à comunidade o projeto de acessibilidade desenvolvido pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) para a Escola de Educação Básica Dr. Jorge Lacerda. “A intenção é discutir com a comunidade os problemas observados na escola e verificar se ela se sente atingida por essas desconformidades”, explica a professora do curso de Engenharia Civil, Nilzete Hoenicke, uma das responsáveis pela iniciativa.

O projeto tem o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), que repassou R$ 26 mil à universidade para o pagamento de bolsas e materiais de apoio para a execução dos trabalhos.

Com 34 anos de existência e 1.180 alunos, a escola localizada no bairro Guanabara necessita da instalação de rampas, adequação de sanitários e mobiliários, entre outras melhorias. “A acessibilidade é uma reivindicação antiga da comunidade. Hoje temos dez alunos com necessidades especiais, e foi muito interessante poder contar com a parceria da universidade. Percebemos que coisinhas simples já poderiam ter sido feitas, mas não foram realizadas por falta de conhecimento”, afirmou o diretor da escola, José Carlos Glück.

A Udesc conheceu as necessidades da Escola Jorge Lacerda após realizar um projeto de reforço escolar, por meio dos acadêmicos dos cursos de licenciatura em Matemática, Física e Química. Desta vez, a iniciativa envolve os alunos de Engenharia Civil e visa colocar o universitário em contato com a prática da profissão já no início de carreira. “Ele preconiza que o estudante de Engenharia Civil envolva-se na solução de problemas oriundos da utilização de um edifício construído, com a ajuda dos estudantes do 2º grau, que podem assim ser despertados a prosseguir na área de Engenharia”, ressalta Nilzete.

O projeto deverá ser encaminhado para a Secretaria de Desenvolvimento Regional de Joinville, para execução das obras propostas. Algumas pequenas melhorias serão realizadas pela própria escola com os R$ 15 mil provenientes do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE – Acessibilidade) do Governo Federal.

A reunião com os pais, professores e alunos da escola será às 19h30 na sala multiuso da Escola Jorge Lacerda.

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.