Juarez Machado volta à expor em Joinville após 20 anos

Juarez-Machado-tela-Depois de mais de 20 anos sem expor na cidade, o artista Juarez Machado volta a mostrar seus trabalhos em Joinville. A exposição “Soixante Dix” relativa aos 70 anos do artista, que já passou por Paris e Florianópolis, será aberta no dia 15 de julho, às 20 horas, nos Anexos 1 e 2 do Museu de Arte de Joinville. Os painéis, telas e esculturas foram criados em 2011 e demonstram fases importantes na vida artística de Juarez Machado.

“As obras brincam com fatos, momentos e coisas que aconteceram na vida do Juarez Machado”, diz Melina Mosimann, do Instituto Juarez Machado. “Nada do que está exposto é para venda, é para mostrar mesmo a mistura do que ele gosta, que é de brincar com as situações”, complementa. Toda exposição foi criada em 2011, ano em que o artista completou 70 anos. “São obras atuais, mas que contam a história dele”, informa.

O público que for conferir a exposição poderá conhecer um pouco mais sobre como o artista trabalha. Um atelier cenográfico será montado dentro dos anexos do Museu de Arte. “O cenário vai exibir bem como são é casa atelier em que ele vive”, destaca Melina.
A exposição Soixante Dix vai começar no dia 15 de julho, às 20 horas, no Museu de Arte de Joinville. A mostra ficará aberta para visitação até o dia 8 de setembro, de terça a sexta, das 9 às 17 horas. Aos sábados, domingos e feriados, das 12 às 18 horas. A entrada é gratuita

Serviço:
O quê: Soixante Dix, de Juarez Machado
Quando: abertura 15 de julho, às 20 horas
Visitação: de 16 de julho a 8 de setembro – terça a sexta, das 9 às 17 horas. Aos sábados, domingos e feriados, das 12 às 18 horas.
Quanto: gratuito

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.