Restaurante Popular completa cinco anos nesta quinta-feira (11/4)

restaurante popularCinco anos de refeições saudáveis e nutricionalmente balanceadas, ofertadas a um preço acessível à comunidade. Nesta quinta-feira (11/4), o Restaurante Popular Herbert José de Souza está de aniversário e uma programação especial foi organizada para lembrar a data. Um cardápio diferente será servido no restaurante, onde também acontecerão apresentações culturais. “Nestes cinco anos o Restaurante Popular contribuiu significativamente para o fortalecimento da política de segurança alimentar no município. O equipamento público tem como meta proporcionar ao maior número de pessoas o direito básico da alimentação saudável”, explica a nutricionista Caroline Medeiros.

Cerca de 1.100 refeições são servidas diariamente na unidade que já virou referência no município, quando o assunto é alimentação saudável. Cada prato custa ao usuário R$1,00, valor que possibilita o acesso da população de baixa renda à alimentação de qualidade. Diariamente, o cardápio é composto por uma porção de arroz, feijão, uma guarnição, duas porções de verdura, carne, suco ou uma fruta. O motorista Enio Vieira almoça quase todos os dias no restaurante e confirma a qualidade dos alimentos ofertados. “A comida aqui é excelente. Almoço aqui por causa do preço, que é muito acessível, e também por causa da qualidade das refeições”, relata.

Verduras, legumes, frutas e demais produtos artesanais, que carregam consigo a qualidade da produção local, fazem parte do cardápio do restaurante. Os produtos são adquiridos de agricultores da região, através da demanda ofertada pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

A preocupação com a saúde dos usuários do restaurante, refletida na qualidade da refeição ofertada, é também perceptível nas ações de conscientização desenvolvidas na unidade. Em 2012, foi realizada campanha para a redução de sal, açúcar e gordura nos alimentos e serviu para mudar o hábito de consumo de alguns usuários. Para pessoas hipertensas, como o publicitário Artur Nardes, almoçar no restaurante também contribui para o cuidado com a própria saúde. “Sabemos que existe toda uma preocupação com os alimentos e existe um acompanhamento nutricional. O sal na comida, por exemplo, vem na medida certa. É muito bom”, conta o publicitário.

Atualmente, a administração do restaurante é feita pela Associação de Segurança Alimentar e Nutricional de Joinville (Asanj), que recebe um repasse mensal da Prefeitura de Joinville, por meio da Secretaria de Assistência Social (SAS). O valor é investido na manutenção dos equipamentos, remuneração dos funcionários, no pagamento das contas e para subsidiar parte do valor das refeições. No ano de 2012, 255.234 refeições foram servidas na unidade, número que cresce gradativamente ano a ano. A média mensal de pratos ofertados fica em torno de 21 mil.

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.