Terras Raras: LHS presidirá subcomissão que criará marco regulatório

O senador Luiz Henrique (PMDB-SC) presidirá a Subcomissão Temporária que vai elaborar o Projeto de Lei do Marco Regulatório da Mineração e da Exploração de Terras-Raras no Brasil, indispensáveis às modernas tecnologias de ponta. Seu nome foi aprovado por aclamação nesta  terça (12)  na Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado.

Visivelmente satisfeito com a indicação, há quase um ano Luiz Henrique requereu a criação da subcomissão, que deverá ser formalizada nos próximos dias. A ela caberá debater o desenvolvimento de uma cadeia produtiva para o setor de minerais estratégicos e incentivar o retorno do Brasil à liderança mundial da exploração do bilionário mercado das Terras-Raras.

Conjunto de dezessete elementos químicos encontrados em jazidas minerais, o uso das Terras-Raras tem enorme abrangência. Eles são fundamentais na produção de aparelhos complexos e sofisticados de alta tecnologia, que abrangem desde TVs digitais, ressonâncias magnéticas, tomógrafos, laptops, ipods,  ímãs, cristais geradores de laser, até futuros secadores de cabelo.

Hoje dominado pela China, o mercado de Terras-Raras já foi brasileiro. O país conhece todo o processo de mineração, produção e separação dos insumos, mas não sabe transformar os elementos em valor agregado.

Avaliado em US$ 9 bilhões em 2012, com uma demanda de 180 mil toneladas, a tendência do mercado mundial das Terras-Raras é aumentar significativamente. Questão de soberania nacional pela multiplicidade de utilização, inclusive na área de defesa e na indústria petrolífera – a subcomissão presidida por Luiz Henrique pretende definir uma política estratégica de fomento à produção industrial e aproveitamento das muitas jazidas existentes no Brasil.

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.