Dívidas da Prefeitura de Joinville: fornecedores tem até sexta-feira (25/1) para apresentar contas

Fornecedores de produtos, serviços ou obras da Prefeitura de Joinville têm até esta sexta-feira, dia 25, para apresentarem informações sobre o que ainda restam a receber do que foi realizado até dezembro de 2012 ou contratos ainda em andamento. As informações serão conciliadas com os dados internos da Prefeitura para programação dos pagamentos e fechamento do Balanço de 2012, que deve ser apresentado ao Tribunal de Contas até o dia 28 de fevereiro.

Os fornecedores não precisam se dirigir à Prefeitura. As informações devem ser enviadas por carta ou e-mail para a Secretaria da Fazenda pelo endereço eletrônico fazenda@joinville.sc.gov.br, destacando como assunto “Balanço 2012”.

O secretário da Fazenda, Nelson Corona, explica que o encontro das informações dos fornecedores com os controles internos da Prefeitura é importante para o fechamento do balanço de 2012 com segurança, fidelidade dos números e programação dos pagamentos.

Entre os cerca de 500 fornecedores da Prefeitura, a Secretaria da Fazenda estima que 180 estão com contratos em andamento ou valores a receber. Até esta semana, 60 haviam prestado informações. Do total da dívida calculada até agora em R$ 120 milhões herdada pelo atual governo, R$ 54 milhões são devidos a fornecedores.

Para ampliar a convocação, a Secretaria da Fazenda enviou circular a todas as secretarias municipais para ampliarem a informação junto aos fornecedores. Na circular é enfatizada a importância de indicarem números de notas fiscais ou empenhos, datas e valores.

Da Prefeitura de Joinville

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.