Petrobras compra fábrica de fertilizantes nitrogenados no PR

A Petrobras informa que assinou com a Vale S.A. (“Vale”) acordo para a compra de 100% das ações de emissão da Araucária Nitrogenados S.A. (“Araucária Nitrogenados”), localizada em Araucária, Paraná.

O valor da operação é de US$ 234 milhões e o pagamento será feito com a receita proveniente do arrendamento dos direitos minerários de titularidade da Petrobras à Vale, em Sergipe.

A Araucária Nitrogenados possui uma planta com capacidade de produção de 700 mil toneladas por ano (kta) de ureia, 475 kta de amônia e 450 mil m3/ano de Arla 32. A matéria-prima utilizada é o resíduo asfáltico fornecido pela Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), em Araucária.

Esta planta complementa os demais ativos de fertilizantes da Petrobras, possibilitando maior proximidade com os mercados de São Paulo e Paraná; maior disponibilidade de armazenamento e modais de transporte; otimização do mix de produção de cada fábrica para atender aos perfis de seus mercados adjacentes e potenciais sinergias com a Repar.

A aquisição foi aprovada pelo Conselho de Administração da Companhia em reunião realizada hoje (18/12) e não dependerá de aprovação da Assembleia Geral, nem ensejará direito de recesso aos acionistas, uma vez que não se enquadra nas condições do artigo 256 da Lei das S.A.

A transferência do controle está sujeita à satisfação de condições precedentes, inclusive a aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE).

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.