Projetos inovadores serão premiados na Udesc Joinville

Casa controlada por Iphone, leitura em Braille com auxílio de Bluetooth e acionamento de aparelhos domésticos via internet. Estes são os três projetos finalistas do Prêmio Universitário Inovador, uma competição interna promovida pela Udesc Joinville para incentivar a inovação entre os estudantes.

Os projetos estarão em exposição, nesta quinta-feira (25) das 15h às 17h no hall do bloco E do campus da universidade. Eles serão avaliados por uma comissão técnica e a premiação acontecerá às 18h no auditório do mesmo bloco. O primeiro lugar receberá R$ 4 mil, o segundo, R$ 2 mil, e o terceiro colocado, R$ 1 mil.

O Prêmio integra a Semana da Inovação Tecnológica que prossegue até esta sexta-feira (26) com a realização de palestras e minicursos gratuitos sobre empreendedorismo e inovação. O evento é uma realização do Núcleo Estudantil de Inovação Tecnológica com o patrocínio das empresas Embraco, Whirpool e Bühler e apoio da Aiesec e Grupo PET / Udesc.

“É uma competição motivadora, pois nos incentiva a colocar em prática as nossas ideias e dar visibilidade a elas”, ressaltou Ronny Knock, estudante de engenharia elétrica que participa do projeto “Domótica: Controle sua casa”. O estudante de Engenharia Elétrica, Dimas Rafael Broering, compartilha da mesma ideia. “É uma excelente iniciativa da universidade pois fomenta a inovação e o espírito empreendedor”, ressaltou. Conheça os projetos que concorrem ao Prêmio Universitário Inovador:

Conversor texto/Braille para dispositivo móveis via Bluetooth
A proposta é auxiliar os deficientes visuais na leitura por meio do método Braille. Uma das grandes dificuldades deste público é o alto custo dos equipamentos, como impressoras que imprimem na linguagem. O projeto dos estudantes de Engenharia Elétrica, Guilherme Michels e Lucas Vinícius Souza, visa suprir exatamente esta carência.

Em uma espécie de caixa, seis pequenos eixos demarcam os pontos padrões da linguagem Braille. O deficiente posiciona o dedo sobre esses eixos e, pela conexão Bluetooth, podem ser enviados para este equipamento textos digitalizados. Em uma distância de até 30 metros, o sistema fará a leitura do material enviado e converterá as letras em sinais Braille, dessa forma o usuário irá, literalmente, sentir na pele o que está escrito.

De acordo com os estudantes, o preço de custo do equipamento deve sair em média R$ 200,00. “Há uma grande aplicabilidade. Ele pode auxiliar, por exemplo, professores que dão aulas para deficientes”, explicou Guilherme.

Domotic Center: sua casa inteligente
Eletrodomésticos, interruptores e até sistema de alarmes controlados pelo celular. Esta é a proposta do protótipo construído pelos estudantes Elias Mazzocio (Ciência da Computação), Dimas Rafael Broering (Engenharia Elétrica) e Giorgio Grotto (Administração – Esag). Dentro dos pilares de conforto, segurança e sustentabilidade o equipamento consiste em um módulo principal (que armazena as programações) um servidor (para onde as programações são enviadas via rádio frequência – Wireless e 3G) e um dispositivo móvel (celular com sistema Android, por exemplo).

Após tudo programado, apenas com o celular, o usuário poderá controlar vários equipamentos da casa como lâmpadas, eletrônicos e até sistemas de alarme, investindo cerca de R$ 500,00 por ambiente. “Nossa ideia é fornecer uma automação residencial com custos bem abaixo do mercado, além de que nosso sistema não comprometerá as instalações já existentes”, explicou Elias ressaltando que mesmo uma casa já construída poderá aderir à novidade, visto que o sistema não requer instalações complexas.

No âmbito da sustentabilidade, o projeto visa reduzir os gastos com energia elétrica, de forma que sensores ligarão os equipamentos apenas quando pessoas estiverem no local. “Colocando todos os controles da casa em um único aparelho, eliminaremos a necessidade do stand-by nos equipamentos eletrônicos, reduzindo as despesas”, reforçou Dimas.

Os garotos já instalaram o protótipo em alguns locais e até o fim do ano pretendem testá-lo em dez residências, de forma a terem um feedback e prosseguir avançando no projeto.

Domótica: Controle sua casa
Semelhante ao projeto anterior, a invenção dos estudantes de Engenharia Elétrica, Ronny Knoch, Adriano Pires e Emiliano Veiga (mestrando), possibilitará que o usuário controle os equipamentos da casa on-line com o diferencial do sistema “plug an play”. A base também é um servidor, um módulo de rádio frequência e um dispositivo móvel para acionar. No entanto, com uma simples programação, a pessoa poderá reorganizar o ambiente e, automaticamente, o sistema irá identificar essa alteração.

“Com nosso sistema o usuário terá visão de toda planta baixa da casa, podendo inserir ou deslocar seus equipamentos e instalá-los facilmente em outro local, sem prejudicar o acionamento por dispositivo remoto”, explicou Ronny. Como se tratam de projetos em amadurecimento não existe ainda uma projeção exata em relação aos valores. Estima-se que com investimento de aproximadamente R$1000,00, os estudantes possam oferecer aos interessados os equipamentos básicos e a manutenção. À medida que o usuário veja uma nova necessidade e queira criar novos sensores, por exemplo, eles também disponibilizarão estes serviços.

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.