Saúde: 357 mil moradores já fizeram o cartão SUS em Joinville (SC)

Desde o início da exigência do Cartão Nacional de Saúde (CNS) para todos os cidadãos brasileiros, em março deste ano, até esta segunda-feira (30/7) 357 mil joinvilenses já estão com o documento em mãos, o que representa 69% da população. A coordenadora do setor de Cadastramento de usuários SUS, Marcia da Rosa, prevê que até dezembro deste ano cerca de 90% da população joinvilense já tenha o número do CNS.

O documento é obrigatório inclusive para quem possui plano de saúde e pode ser realizado até junho de 2013. O objetivo é que o histórico dos atendimentos prestados ao paciente esteja registrado em um única base nacional de dados, permitindo o acesso a estas informações por qualquer unidade de saúde.

O Cartão SUS pode ser feito na sede da Secretaria da Saúde (rua Araranguá), das 7h às 18h. São distribuídas 40 senhas às 7h e outras 40 senhas às 13h. Cada senha dá direito a confecção de dois cartões SUS, o que corresponde a geração de 80 cartões pela manhã e mais 80 à tarde, de segunda à sexta-feira.

Já as 56 unidades de saúde estão distribuindo diariamente, no mínimo, 10 senhas. Cada senha também dá direito a confecção de dois cartões. Os usuários devem deixar os documentos (comprovante de endereço e identidade ou certidão de nascimento) na unidade de saúde e podem retornar no dia seguinte para buscar o cartão ou podem imprimi-lo pelo site.

Cartão SUS pela internet
A Secretaria da Saúde também disponibiliza o cadastro do cartão SUS pela internet. Basta acessar a página da Prefeitura de Joinville (www.joinville.sc.gov.br) ou da Secretaria Municipal da Saúde (www.saudejoinville.sc.gov.br). O cadastro online é uma forma rápida e fácil de fazer o cartão, sem precisar sair de casa.

Devido ao grande número de acessos de todo país à base de dados do Ministério da Saúde (responsável por gerar o número do cartão SUS),  o tempo de espera para receber o cartão SUS por e-mail pode chegar a 75 dias. Assim que o número for gerado, é só imprimir o cartão e guardá-lo.

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.