Viva os livros! Hoje é dia Mundial do Livro

Vamos criar o Dia Nacional do Livro, ou Mundial, local, regional, estadual, qualquer que seja, parando as cidades para a produção, leitura e promoção da literatura?

Hoje é o Dia Mundial do Livro. Que data marcante para a sociedade, deveria ser um dia de parada geral durante o qual todos deveriam ler poesias, romances, livros infantis, todo e qualquer livro. Deveria se implantar um dia como esses que fazem para os carros – um dia sem meu carro – ou mesmo para as atividades físicas em que cidades de países diferentes competem para ver qual delas reúne mais pessoas.

Que tal a ideia? Uma maratona de leituras, declamações de poesias, criação de textos literários de todos os gêneros, produção de todas as formas! Que mundo teríamos, mais humano, mais solidário, mais sensível, mais culto e pensador! Ler é conquistar a liberdade, o lema da Feira do Livro deste ano que foi um retumbante sucesso de público, de vendas, de participação dos autores locais, regionais e estaduais, um verdadeiro celeiro de craques, um espaço estimulador de novos leitores, de amantes dos livros! Parabéns a Sueli Brandão e sua equipe pelo sucesso, e também aos confrades da Confraria do Escritor, que tão bem se apresentaram ao público durante todo o evento. Foi muito bacana!

Atividades no dia Mundial do Livro
Depois de uma semana repleta de encontros literários, a Confraria do Escritor de Joinville mantém o ritmo e se encontra no piso térreo do Armazém Cultural Midas, nesta segunda-feira (23), às 19h30 para celebrar o Dia Mundial do Livro com leitura de obras de escritores locais nacionais. A proposta deste sarau é de que cada escritor apresente um trecho da obra de outro escritor. Marinaldo da S. e Silva, por exemplo, deve ler Rita de Cássia Alves, que por sua vez, lerá Jura Arruda, que lerá Hilton Görresen e assim por diante.

Outra presença ilustre na noite é a do grupo Poema Sonoro, que apresentará músicas de seu CD Imanente, feitas a partir da poesia de escritores catarinenses. O Armazém Cultural Midas foi o local escolhido pelo intenso apoio que vem dando à Confraria. Além da abertura de espaço para palestras e conversas, instalou recentemente uma área exclusiva para livros de autores da região.

A Biblioteca Municipal também vai manter ações no Dia do Livro. Durante os períodos matutino e vespertino, serão realizadas intervenções (leituras poéticas) nos diferentes espaços do Centro de Cultura e Serviços, que fica na Rua Anita Garibaldi, no espaço da antiga Piazza Italia.

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.