Weg Química pode parar – trabalhadores pedem salários melhores

Os trabalhadores da Weg Química ameaçam entrar em greve caso a empresa não conceda aumento imediato de 10% aos salários. A reivindicação foi levada ao Sindicato dos Trabalhadores Químicos, Plásticos, do Papel e da Borracha de Jaraguá do Sul e Região (Sintiquip), através dos diretores de base, Mário Pomincinski e Bruno Schroegler.

A intenção dos trabalhadores – são cerca de 500 na unidade de Guaramirim – é receber o aumento antes da data-base da categoria, em 1º de agosto, e que esse reajuste não seja caracterizado como antecipação salarial. “O salário é muito baixo e os trabalhadores querem aumento já, não aceitam esperar mais”, avisa o presidente do Sintiquip, Sérgio Luís Ferrari.

O Sindicato está orientando os trabalhadores para que primeiramente esgotem as chances de negociação e, para tanto, convocou uma reunião com a diretoria da empresa para hoje, às 13 horas, na sede do Sindicato (José Leier, 388). Devem estar presentes, além de uma comissão de trabalhadores, o diretor técnico do Dieese em Santa Catarina, José Álvaro Cardoso e os dirigentes sindicais dos Químicos, no estado, ligados a Fetiesc (Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Santa Catarina).

“Vamos ouvir a proposta patronal e tentar negociar”, antecipa Ferrari. A primeira reunião com o patrão aconteceu dia 21 de fevereiro, quando o Sindicato apresentou as reivindicações dos trabalhadores. O presidente do Sintiquip informa ainda que os trabalhadores da Weg Química fazem muitas horas extras e inclusive retornaram das férias antes do previsto devido ao acúmulo de trabalho e a demanda de pedidos, o que caracteriza uma boa fase para a empresa, que no final do ano passado investiu na compra de nova unidade, em São Paulo, e planeja nova aquisição de empresa do Rio de Janeiro.

“Ao contrário do que está acontecendo na Europa, o Brasil vive um bom momento econômico e os trabalhadores devem ser reconhecidos”, afirma Ferrari, citando que o estopim do movimento foi o pagamento da PLR (Participação nos Lucros e Resultados) repassado aos trabalhadores e considerado muito aquém das expectativas.

Do Jornal Absoluto On Line

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.