Cerest Joinville – Prefeitura responde

O blog Palavra Livre já tem uma grande legião de leitores e leitoras, e a repercussão de algumas postagens têm sido bem bacanas. Como a nota que citamos as obras do Cerest em Joinville (SC), que ficaram 12 meses paradas por questões burocráticas. Lembrando que é dinheiro público em jogo, nosso dinheiro.

Via twitter, onde tenho mais de 1,3 mil seguidores, as pessoas remeteram mensagens diretas com novos dados. Pelo Facebook, onde também estou chegando ao mesmo número de amigos que o Twitter, a repercussão também ganhou espaço. E para a alegria geral dos leitores do Palavra Livre, a colega competente da Secretaria da Saúde, jornalista Indianara Jacomini, remeteu resposta garantindo que está tudo resolvido, e as obras seguem a todo “vapor”. Esperamos que sim amiga, porque nossa cidade precisa, e até mais que uma unidade do Cerest.

Segue a nota na íntegra enviada pela assessora de imprensa, a qual agradeço pela atenção. Aliás, Indianara é uma das poucas que realmente fazem por merecer a vaga e o salário da Prefeitura, porque realmente atende os colegas de imprensa como eu. Obrigado! E os leitores podem replicar caso entendam ser a resposta insuficiente, ou não correspondente à verdade.

Estou te dando um retorno sobre as obras do Cerest. Realmente, as obras ficaram paradas por um ano por causa de problemas que envolveram desde a matrícula do terreno até problemas com a distância entre o prédio e um córrego que passa por perto do terreno. Todas as pendências foram corrigidas e agora a obra está a todo vapor. Previsão de entrega para o próximo semestre.
Caso precise de mais informações, entre em contato.
Abraços e ótima semana!”

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Um comentário em “Cerest Joinville – Prefeitura responde”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.