Crianças podem ficar obesas ainda na infância

Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade de Harvard, as crianças de até dois anos de idade que estão acima do peso ideal têm grandes chances de se tornarem obesas ainda na infância. Para confirmar a afirmação, os pesquisadores avaliaram 40 mil crianças dessa faixa etária, entre os anos de 1980 a 2008. De acordo com o pediatra do Hospital da Criança do Grupo Hospitalar Conceição, Rodinei Carvalho, o estudo é um alerta para aqueles que ainda insistem em achar que criança gordinha é sinal de saúde.

Pediatra do Hospital da Criança do Grupo Hospitalar Conceição (RS) – Rodinei Carvalho

“A finalidade desse trabalho seria um alerta aos pediatras e um alerta às mães. Nesse trabalho eles fizeram uma avaliação antes dos seis meses de idade, que é uma época muito difícil de avaliar. Então aquelas crianças que estão com os parâmetros peso e altura acima da média têm uma tendência futura de obesidade.”

Para saber se o seu filho está dentro do peso ideal, basta ter em mãos a Caderneta de Saúde da Criança. Nesse documento há uma tabela que mostra a relação de peso e altura, conforme explica o pediatra Rodinei Carvalho:

“Esse gráfico foi muito bem feito inclusive porque tem até cores de alerta. Tem a cor verde que a cor do peso normal, então se a criança está dentro daquela cor verde ela está bem. E se ela está na parte vermelha, que é acima do gráfico, ela estaria com excesso de peso. Então isso é muito fácil de ser constatado.”

O Ministério da Saúde recomenda que crianças de seis meses sejam alimentadas somente com leite materno. A partir dessa fase, a orientação é dar alimentos saudáveis complementares. Para ter acesso a mais informações sobre alimentação saudável e outros cuidados na infância basta acessar www.saude.gov.br .

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.