Campanha para sensibilizar famílias a doar órgãos de parentes vincula ato à manutenção da vida

As autoridades de saúde comemoram nesta terça-feira (27) o Dia Nacional da Doação de Órgãos e Tecidos com campanha de sensibilização para a importância do ato de amor que é manifestar, em vida, a intenção de ser doador de órgãos. Para isso, a coordenação-geral do Sistema Nacional de Transplante do Ministério da Saúde lança a campanha com o tema “Seja um doador de órgãos. Seja um doador de vidas”, em cerimônia às 19h, no Teatro Nacional Cláudio Santoro, em Brasília.

No Distrito Federal, segundo a coordenadora da Central de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos e Tecidos de Brasília, Daniela Ferreira Salomão, a fila de transplante está estabilizada. “A boa notícia é que ela [a fila de pacientes à espera de um órgão] não aumentou, está estável. Mas a nossa meta é que ela diminua. Para fazer isso, é necessário um trabalho conjunto de conscientização. Aqui, nós temos fila de transplante de córnea, coração e rins”.

Mas a situação de estabilização dos números não se repete em todo o país. Os dados mais recentes do Ministério da Saúde apontam que, atualmente, mais de 60 mil pessoas aguardam na fila por um transplante. De acordo com Daniela, é preciso aumentar a captação de órgãos. “Para melhorar o sistema de doação de órgãos no Brasil, é preciso primeiro aumentar o número da captação de órgãos. É um esforço que envolve a sociedade e as equipes de saúde. Além disso, [tem que aumentar] a conscientização e a disponibilidade das famílias para que autorizem a doação”.

A Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO) ressalta que, para ser doador não é necessário deixar nada por escrito, mas é fundamental comunicar à família o desejo da doação, pois só os parentes podem autorizar. Um potencial doador é o paciente com morte encefálica, ou seja, quando, comprovadamente, a pessoa não tem mais o cérebro funcionando. Nesse caso, apenas o coração bate, mas, segundo os médicos, por pouco tempo depois da morte cerebral.

De acordo com o Ministério da Saúde, os novos números sobre transplantes no Brasil serão divulgados no lançamento da campanha de mobilização pela doação de órgãos nesta terça.

Da Agência Brasil

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.