Mortalidade por tabagismo começa cedo

Conheça os malefícios que o tabaco causa a sua saúde especialmente quando se começa a fumar muito cedo

O fumante está sujeito a cerca de 50 doenças
Não é novidade que o cigarro faz muito mal para a saúde, especialmente quando se começa a fumar muito cedo. Mas você sabia que os malefícios mais graves demoram de duas a quatro décadas para se manifestarem?

Quanto maior a quantidade de tabaco e o número de anos de vício, maior o risco. Três doenças são as mais temidas. Confira quais são elas:

Câncer: o tabaco tem cerca de 70 substâncias cancerígenas. O fumante tem 30% mais chances de desenvolver qualquer tipo de tumor maligno na boca, faringe, laringe, língua, garganta, mama, bexiga, pâncreas, estômago e pulmão. O câncer de pulmão é causado pelo tabagismo em 90% dos casos.

Infarto: dos 30 aos 50 anos, a ocorrência de infarto entre fumantes é cinco vezes maior. A mulher antes dos 50, especificamente, corre pelo menos seis vezes mais risco. Muitas vezes, no entanto, a primeira manifestação de doença cardiovascular é a morte súbita. No fumante, esse risco é dez vezes maior.

Acidente vascular cerebral: a incidência de AVC em fumantes pode ser três vezes maior. O tabagismo ainda é um fator de risco que amplia outros. Por exemplo: o hipertenso tem seis vezes mais chances de sofrer um AVC. Se também for fumante, o risco aumenta até 12 vezes.

Mais doenças: impotência sexual, infertilidade, crises de asma e de rinite, tuberculose, bronquite crônica, pneumonia, enfisema, úlcera, gastrite, rugas, celulite, menopausa precoce e má circulação.

Mdmulher

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.