Osteoporose: saiba identificar a doença e como preveni-la

dor-lombar-osteoporoseA osteoporose acontece com maior frequência em mulheres na fase pós-menopausa
A osteoporose pode provocar cifose dorsal (corcunda)
Você sente seus ossos fracos, tem fraturas com frequência e dores na lombar? Cuidado! Pode ser osteoporose. A doença faz diminuir a massa óssea, deixando o osso mais fino e fraco, o que leva às fraturas.

O processo da osteoporose é silencioso, como explica Rubem Lederman, membro da IOF (International Osteoporosis Foundation) em evento promovido pela Danone, em São Paulo. “Os sintomas vão aparecendo ao poucos e podem provocar dor lombar, perda de estatura, fraturas e cifose dorsal (quando a pessoa fica corcunda)”, conta.
Segundo ele, há 40 anos não se falava da doença. Porém, o quadro mudou com o aumento da expectativa de vida. “A cada 20 segundos ocorre uma fratura por osteoporose”, alerta.

Fatores de risco
A osteoporose é mais frequente em mulheres (homens têm 30% a mais de massa óssea) na fase pós-menopausa, já que o estrogênio – hormônio que faz ganhar massa óssea – diminui.

Dor na lombar pode ser um dos sintomas da doença
Não é só o fato de ser mulher que contribui para o quadro da osteoporose. A idade avançada, genética, fumo, ingestão de bebidas alcoólicas e a raça (osteoporose afeta principalmente brancos caucasianos, que tem menos volume de massa óssea que negros, por exemplo) são outros fatores de risco.

Para prevenir a doença, deve-se ingerir alimentos com cálcio em sua composição, como leite e iogurte, e praticar exercícios físicos, pois estimulam a formação de massa óssea.
A dose recomendada diária 1g de cálcio por dia combinada com o mínimo de 30 minutos de exercícios que mantém os músculos tensos (aqueles que vão contra a gravidade, como basquete e vôlei) são o segredo para cuidar bem de seus ossos e da sua qualidade da vida.

Abril

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.