PM multa enquanto flagelados sofrem com cheias

Uma das imagens mais tristes que vi esse final de semana foi, além da tristeza das cheias por todo o estado, a ação da PM joinvilense em uma blitz na entrada da rua Barra Velha via rua Santa Catarina, onde paravam carros e motos que por ali transitavam. Penso que naquele momento eles deveriam é estar apoiando as milhares de pessoas que precisam de ajuda ao perder tudo com a força das águas.

Há coisas que não dá para entender, como essa da PM joinvilense. Claro que é preciso fiscalizar, mas porque nesse momento? Quantos não podem ter sido parados no momento em que buscavam resolver seus problemas ao perder tudo? Muitos talvez nem documentos portavam. É por essas e outras que a população perde a crença nos serviços públicos em geral.

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.