MDS terá R$ 36,9 milhões para instalação de restaurantes populares em 2011

restaurante popular prato do diaO Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) conta com R$ 36.950 milhões para apoiar a instalação de restaurantes populares e cozinhas comunitárias em municípios brasileiros em 2011. O programa tem o objetivo de oferecer alimentação nutritiva e saborosa a preço acessível.

O acesso à refeição saudável começou a mudar a partir de 2003, quando o governo federal começou a apoiar a implantação de equipamentos públicos de alimentação e nutrição. Todos os dias, de segunda a sexta-feira, são preparadas 122 mil refeições nos 89 restaurantes populares construídos em 73 municípios com o apoio do MDS.

Essas unidades têm feito a diferença para milhares de pessoas de baixa renda nos 21 estados onde foram implantados. Com uma média de preço de R$ 1,50 por refeição, pessoas de baixa renda podem comer bem nos restaurantes populares.

As cozinhas comunitárias funcionam como minirrestaurantes, com capacidade de servir até 200 refeições por dia; já os restaurantes populares têm capacidade de servir no mínimo mil refeições por dia. Até o final de 2010, o MDS apoiou a construção de 642 cozinhas em 22 estados, das quais 406 estão em funcionamento, servindo 86 mil refeições diárias.

Além de fornecer refeições saudáveis e balanceadas, os restaurantes populares e as cozinhas comunitárias abrem espaço para atividades de desenvolvimento comunitário, estímulo ao cooperativismo, promoção da saúde e educação alimentar, além de palestras, oficinas e campanhas educativas. Também promovem atividades com fins culturais e de socialização, como shows, apresentações e reuniões da comunidade.

O MDS apoia a instalação dessas unidades por meio de editais de seleção pública. São financiados projetos de construção, reforma e adaptação de instalações prediais, aquisição de equipamentos permanentes, móveis e utensílios novos, além de assessoria técnica aos gestores. Os governos municipais e estaduais se responsabilizam pela administração e manutenção das unidades.

Portal Brasil

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.