Estamos de volta, feliz 2011!

Após um período de descanso merecido esse blog volta a ativa. Meus desejos de um feliz 2011 cheio de paz, saúde e sucesso a todos e todas que nos acompanham. Mesmo distante dos teclados, sempre estive atento aos fatos e opiniões deste início de ano, e lamentavelmente vemos as tragédias climáticas se repetirem em vários estados brasileiros, principalmente no Rio de Janeiro, onde a devastação de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo é assustadora.

Já ví esse filme algumas vezes, e até de perto nas enchentes em Santa Catarina em 1982 e 1983 se não me engano, e vivi a tragédia catarinense do final de 2008 quando assessorei a Secretaria de Estado da Infraestrutura. Coisa feia de ver, uma tristeza enorme pelos estragos, e principalmente pelas vidas perdidas.

Enquanto isso os governos vem e vão e nada se faz para a prevenção. Nenhum dos governantes de plantão tem coragem de encarar o problema, pois o mesmo mexe com milhares de pessoas em cada cidade, e milhões em estados e no país. Retirar pessoas de áreas de risco, impedir novas casas, isso tudo tira voto e tráz imagem negativa aos políticos. Essa barreira precisa ser superada tanto pelos políticos, que precisam tratar esse tema com força e coragem, como também pelos eleitores, que precisam entender o endurecimento nessas questões.

Por outro lado, é preciso investimentos maciços em reconstrução e construção de moradias para retirar essas famílias de áreas de risco, bem como fazer campanhas fortes e permanentes de conscientização da população para a proteção do meio ambiente, de não jogar lixo nas ruas, rios e córregos, enfim, reconstruir a consciência nacional sobre o futuro da nossa terra. E já estamos começando, se começarmos, muuiiito tarde.

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.