Lula é premiado na Índia por ações envolvendo o desenvolvimento do Brasil e a paz

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi escolhido hoje (19) para receber o Prêmio Indira Gandhi para a Paz, o Desarmamento e o Desenvolvimento para 2010, concedido pelo governo da Índia. Lula foi escolhido por um júri internacional presidido pelo primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh. As informações foram confirmadas pela Presidência da República e também estão no site oficial do governo indiano.

A decisão foi anunciada em um comunicado oficial. No documento, Lula é elogiado pela “excepcional” contribuição aos programas que se destinam a acabar com a fome e promover o desenvolvimento do Brasil. Lula foi informado sobre a escolha por meio da Embaixada da Índia no Brasil, segundo a assessoria da Presidência.

O prêmio inclui o recebimento de dinheiro e a publicação das iniciativas do agraciado. Por meio de sua assessoria, o presidente informou que se dispõe a ir à Índia depois de deixar o cargo no dia 1º de janeiro quando transmite o poder à presidenta eleita, Dilma Rousseff.

Também há referências à intensificação das relações entre Brasil e Índia. Na última viagem que fez à Índia, em 2007, o presidente foi acompanhado por vários empresários e defendeu o fortalecimento econômico dos países em desenvolvimento. Brasil e Índia ao lado da China integram o bloco econômico dos Brics. Os esforços de Lula são citados no comunicado.

O prêmio é concedido desde 1986. Foram agraciados o ex-secretário geral das Nações Unidas Kofi Annan, o ex-presidente da União Soviética Mikhail Gorbachev e o ex-primeiro-ministro da República Tcheca Václav Havel, entre outros.

Da Agência Brasil

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.