Pressa é inimiga da qualidade de vida

pressaTelefone que toca constantemente, mais de uma dezena de compromissos a cada dia, trânsito congestionado que atrasa ainda mais a vida e, para completar o dia, ao chegar em casa mais decisões para tomar. Pressa é a palavra da moda. Todo esse corre-corre exige muita energia e, com isso, um empenho maior dos órgãos para manter o corpo saudável. Pesquisas mostram que muitas doenças são acarretadas pelo estresse, que pode causar depressão, insônia, pressão alta, mudança de peso e vários outros problemas de saúde.

Mas há como equilibrar esse cotidiano lotado de afazeres, responsabilidades e aborrecimentos. O primeiro passo é ter uma agenda para organizar os compromissos. A homeopata Lídia Bocaiuva sugere acordar um pouco mais cedo que o habitual e fazer a primeira refeição com tranquilidade. “Se conseguir, prefira fazer as atividades físicas pela manhã. É uma forma de energizar o corpo”.

Todas as refeições devem ser feitas longe da televisão e em paz. Discussões ou assuntos complexos que podem irritar as pessoas devem ser evitados neste momento. Lídia também aconselha o descanso de pelo menos 20 minutos após o almoço. “Não precisa dormir, basta relaxar”.

Já a dica da psicóloga Marisa de Abreu é que, apesar do cansaço e da fadiga, a pessoa não deve recorrer à automedicação pois pode agravar a situação. “A pessoa pode acalmar a ansiedade lendo um bom livro ou ouvindo uma boa música. Caminhar, dançar ou ainda praticar uma atividade física também são métodos que ajudam a equilibrar o corpo e a alma. O ideal é tirar um momento para você mesmo e harmonizar o corpo”.

Para quem tem um dia muito corrido e não pode parar para almoçar, a dica de Lídia é tomar um bom café da manhã e fazer pequenas refeições ao longo do dia. Abuse das frutas, verduras, castanhas e barra de cereais. O que não pode faltar durante o dia, mesmo na corrida contra os compromissos, é a água. Evite a cafeína, presente em muitos alimentos como refrigerante, café e chocolate, pois o excesso pode trazer malefícios para a saúde e mais ansiedade.

O sono também é importante para que a pessoa recarregue as energias para o dia seguinte. Lidia diz que o ideal e reparador é o descanso entre as 23h e 4h. Dormir não é apenas uma necessidade de descanso mental e físico. Durante o sono ocorrem vários processos metabólicos que, se alterados, podem afetar o equilíbrio de todo o organismo a curto, médio e mesmo a longo prazo. Estudos provam que quem dorme menos do que o necessário tem menor vigor físico, envelhece mais precocemente, está mais propenso a infecções, à obesidade, à hipertensão e ao diabetes.

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.