Vacina sem agulha, será o fim da picada?

Tomar vacina é um trauma para algumas pessoas, que consideram a picada da agulha é um “terror”. Mas e se fosse possível tomar as mesmas vacinas sem a picada da agulha? Parece brincadeira, mas não é. É literalmente “o fim da picada”.
De acordo com as pesquisas da Georgia Tech e da Emory University, um emplastro que inclui centenas de agulhas microscópicas que se dissolvem na pele, pode ser a solução definitiva para vacinas e alguns tipos de injeção. Com ela, qualquer um, mesmo leigo, poderia administrar uma vacina com facilidade e sem dor.

“Nesse estudo, nós mostramos que o emplastro com agulhas microscópicas pode vacinar contra Influenza no mínimo com a mesma eficência e provavelmente melhor do que a tradicional agulha hipodermica”, disse Mark Prausnitz, professor de Engenharia Química e Biomolecular da Georgia Tech School.

Será o fim da picada? Vamos esperar os próximos meses, quando a vacina deve começar a ser mais usada nos Estados Unidos. A idéia é boa hein…?

Fonte site:Msn Tecnologia

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.