Casamento: mulheres aguentam com bagunça ou sem bagunça?

Do blogueiro Marcos Guterman, do Estadão, publico essa nota que dará o que falar sobre as mulheres e o casamento… não deixa de ser interessante, mas penso que não é tudo isso para acabar com o relacionamento… com vocês a nota que gera polêmica:

Quando Você Casa” é um livro didático publicado em 1962, nos EUA, que explica aos jovens tudo o que está envolvido no casamento. Entre outras coisas, o livro recomenda que não haja cruzamentos entre negros e brancos, para não prejudicar a raça branca, e mostra os problemas causados por mulheres que insistem em querer trabalhar fora de casa. E há observações muito atuais, como a que segue:Personalidades que prezam a ordem, que a casa esteja limpa e arrumada, que cada cadeira tenha seu lugar adequado e que todas as roupas estejam guardadas, em outras palavras, personalidades que geram ótimas donas-de-casa raramente resultam em mulheres adaptáveis, compreensivas e pacientes. Dificilmente uma mulher é, ao mesmo tempo, uma perfeita dona-de-casa e uma companhia flexível. Um marido pode escolher uma mulher que não seja uma dona-de-casa exemplar, mas que também não fique se preocupando tanto com ela e com os filhos. A compulsão pela ordem, indispensável para o gerenciamento de uma casa, é incompatível com o cotidiano da vida conjugal. Faça a sua escolha! Um homem pode gostar de manter as coisas em ordem quando está no escritório, mas, em casa, quem é que gosta de viver sob vigilância militar?”

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.