Ainda o fato com Roberta Mendes

Desde que retomei o blog o tema mais discutido e comentado foi a saída da apresentadora, jornalista e radialista Roberta Mendes da TV Brasil Esperança. É impressionante como essa personagem suscita amor e ódio entre os internautas, telespectadores, ouvintes e torcedores de partidos políticos que acessam esse humilde blog.

Como o espaço é democrático, normalmente publico todos os comentários desde que sigam as regras estabelecidas e tornadas públicas neste blog. O posicionamento de Roberta Mendes sempre foi polêmico, e às vezes emocionado demais ao defender certas posições. Alguns internautas e comentaristas a elogiaram por ser corajosa, combativa. Outros chegaram a manifestações duras demais. Ao fim, a verdade é que ela atrai audiência, esteja onde estiver.

Houve também quem quisesse ensinar jornalismo ao autor do blog. Não é preciso. Conheço bem a área, sei como se joga o jogo da comunicação, e faz muito tempo. Sei também que as paixões, sejam elas qual forem, impedem as pessoas de ver, perceber as coisas de modo isento, distanciado. Continuo a dizer aos leitores do Palavra Livre que esse é um espaço democrático, de discussão de idéias e disseminação da cultura, educação e conscientização das pessoas.

Finalmente, peço aos comentaristas que fiquem atentos às regras do blog e se agarrem ao debate das idéias, nunca às diferenças pessoais. Brigar com idéias e por elas sim, com as pessoas nunca. Obrigado a todos e todas pela grande leitura, o que me dá uma grande satisfação e certeza de estar no caminho certo.

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

3 comentários em “Ainda o fato com Roberta Mendes”

  1. O Salvador disse bem. Discutir idéias é uma coisa, atacar pessoas é outra coisa. Manter a educação nos comentários é no mínimo elegante.
    A mudança inesperada na vida, sejam quais forem os motivos já é um desgaste grande e comentários maldosos não ajudam ninguém em nada!

  2. Caro Salvador,

    Um amigo meu sugeriu que eu entrasse aqui para ver os comentários feitos sobre a Roberta Mendes. Li todos e gostaria de deixar o meu comentário.

    Eu trabalhei com Roberta em duas oportununidades: numa rádio fm e num canal de tv fechada. Nas duas posso garantir que foi um imenso prazer trabalhar com ela. Além de competente, dedicada, é uma grande parceira. Lembro-me de alguns gestos de generosidade e justiça cometido por ela. Um dia vi ela discutindo com um dos diretores em favor de um colega injustiçado pelo próprio diretor. Ela não se importava se o seu emprego estava em jogo. Não queria nem saber quem era o pai da criança. Falava o que tinha que falar e enquanto não resolvia o problema do colega de trabalho não desitia. Mesmo tendo que cuidar da irmã portadora de necessidades especiais, Roberta sempre tinha folego para ajudar alguém que fosse ao seu encontro. Uma outra vez vi ela ligando para várias pessoas tentando arrumar emprego para um amigo. Sem falar da forma que ela atendia as pessoas carentes que as procuravam na rádio. Nunca vi pedindo nada pra ela, sempre para os outros. Roberta passou por momentos extremamente difícieis por ficar desempregada por várias vezes. Mas ela é forte feito umas rocha. Ama a irmã loucamente e com certeza é nela que Roberta encontra forças para continuar lutando e ajudando quem a ela recorre.

    Roberta, foi um imenso prazer ser seu cenegrafista e muito obrigado por muitas vezes ter me ajudado nos momentos de sofrimento com a doença de minha querida mãe. O que você fez pra ela nem uma filha fez. Você sempre a busva na minha casa e a levava para fazer quimioterapia. Minha Mãe dizia que seu abraço era como um balsámo. “Quando ela me abraça a dor passa”.
    Roberta, minha mãe te amava muito.

    Obrigado por tudo que representa pra mim e para a minha familia. TE AMAMOS!!!!

  3. Falar da Jornalista Roberta Mendes é fácil o difícil é ser ela. Seria mais justo a pessoa que destilou criticas sobre ela conhecê-la melhor. Eu a conheço e sei a maravilhosa mulher que é. Lutadora, verdadeira, amorosa, e acima de tudo generosa para com todos que a cercam. A Roberta só não é hipócrita e falsa. Tê-la como amiga é um privilégio!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.