Divórcio pela internet

divorcio_dentro_pr.jpgUm dos processos mais exasperantes para quem deseja terminar uma relação, o processo do divórcio deve ganhar mais rapidez. Pelo menos é o que desejam os senadores brasileiros que aprovaram o uso da internet para acelerar a separação. Ainda haverá muita discussão no Congresso Nacional até a sua aplicação real, mas não deixa de ser uma novidade. A notícia está na Agência Brasil e reproduzo na íntegra:

“Os processos de separação judicial e divórcios consensuais poderão em breve ser agilizados na Justiça. A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou há pouco em caráter terminativo projeto que autoriza o uso da internet para acelerar a separação entre casais.

A senadora Serys Slhessarenko (PT-MT), relatora da matéria, destacou que a proposta possibilitará aos cônjuges dar entrada nesses processos sem precisar se deslocar a um fórum ou cartório. O projeto de lei também normatiza a partilha dos bens comuns, a concessão da pensão alimentícia e a regularização dos nomes dos cônjuges. Para entrar em vigor, a matéria depende de aprovação na Câmara e sanção do presidente da República.”

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Um comentário em “Divórcio pela internet”

  1. ..separação consensual não precisaria nem ir pra justiça, deveria ser direto no cartório registrar o q foi acordado.. afinal houve acordo…. se houve consenso???????? pra que a morosidade……..morosidade pra quem quer brigar por tudo..mistura a raiva a teimosia com justiça e bom senso… prta esses os advogados deveria, de comer tudo o que possuem… nao acha amigo véio…….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.