Que mal faz a falta de luz…

Quem acompanha as cenas da política em Joinville (SC) ao longo desses últimos meses tem percebido a grande necessidade de algumas personalidades em aparecer, custe o que custar. Não, nada a ver com o famoso programa de tv, o CQC, que tem um humor inteligente e sagaz nas noites de segunda na tela da TV Bandeirantes.

Pois não é que o ex-Prefeito Marco Tebaldi, não contente com a derrota acachapante do seu candidato nas eleições de 2008, com as contas que não fecharam, com os inúmeros escândalos políticos que marcaram seu governo, e por fim, e ainda, após anunciar nunca mais querer ser Prefeito da cidade, voltou a buscar a luz dos holofotes da mídia? É… verdade!

Agora ele acusa o atual governo de seu desafeto, Carlito Merss, de ser incompetente, ineficaz e tudo o mais, por decidir cortar o orçamento municipal em 30%. Mas ele, enquanto Prefeito, cansou de mandar orçamentos de ficção científica para a Câmara de Vereadores homologar, e depois fazia exatamente o mesmo: cortava, suplementava, cortava, suplementava. Incrível a falta que faz a luz do cargo, da caneta na mão. Experientes da cena política local comentam que o melhor que ele faria era ficar em silêncio. E vez em quando, buscar uma luz mais, digamos, saudável…

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.