Curtas do Palavra #6

Guerra do Impeachment acirra ânimos
Com a definição do STF em validar o rito definido pela Assembleia Legislativa de SC para o processo de impeachment contra o Governador, a Vice e o secretário de Administração, os ânimos tendem a se acirrar nos próximos dias. A líder do Governo Carlos Moisés, deputada Paulinha (PDT) e o líder da oposição e relator da CPI dos Respiradores, deputado Ivan Naatz (PL) se estranharam em sessão.

Guerra do impeachment 2
Naatz, pré-candidato a Prefeitura de Blumenau, apresentou fotos da deputada e do atual secretário de Estado da Saúde, André Mota Ribeiro, em reuniões, aludindo que ambos conheciam os envolvidos na tramoia dos respiradores de R$ 33 milhões que nunca chegaram a SC. Paulinha, ex-prefeita de Bombinhas, e com olhos voltados para 2022, a deputada mordeu e assoprou. Não faltou nem acusações de compras de votos… Huummm!

A comissão
Olhando bem os nomes que compõem a comissão do impeachment, há quem diga que podem haver surpresas. Positivas para Carlos Moisés e negativas para a oposição, que até aqui teve um palco totalmente seu. Não havia nenhum governista, como agora na comissão também, em tese, não há. Já dizia um veteraníssimo da política joinvilense, João Pessoa Machado, que em política “só não vi boi voar”.

Pedrão confirma em Floripa
O vereador mais votado em SC nas eleições de 2016 na capital Florianópolis, Pedro de Assis Silvestre, o Pedrão, comemorou aniversário esta semana e aproveitou para confirmar em vídeo nas redes sociais que vai para a disputa pelo comando da Prefeitura. Eleito pelo PP, ele migrou para o PL a convite do senador Jorginho Mello por não ver espaço no ex-partido para a disputa de 2020. É um candidato forte.

Amin + Dário?
Pois essa é a conversa que rola no entorno da centenária figueira da Praça XV em Florianópolis. A deputada federal Angela Amin ainda não confirma sua candidatura, mais uma vez, à Prefeitura, mas deve ir. Segundo os manezinhos mais expertos, ela só aguarda negociações com o senador Dário Berger, ex-desafeto da família Amin. Na ilha da magia, as bruxas tem força para fazer milagres, até unir PP e MDB…

Guedes no Senado
O ministro Paulo Guedes, da Economia, enquanto não consegue fazer a economia voltar a funcionar, faz declarações no mínimo infelizes. A última foi dizer que o Senado cometeu um crime contra o país na votação dos vetos sobre congelamento dos salários dos servidores públicos. O senador Esperidião Amin (PP) já protocolou requerimento convidando o Ministro a prestar esclarecimentos.

Coronavírus em Joinville
O presidente do Podemos na maior cidade de SC não poupa críticas à gestão do prefeito Udo Döhler (MDB) também no combate à Covid-19. Cleonir Branco afirma que é desde o início da pandemia em março, morreram 216 pessoas em Joinville vítimas do Covid, sendo189 somente nos últimos 60 dias. Cadê os leitos de UTI? Cadê os remédios? Cadê os testes em massa? Cadê o suporte e orientações aos enfermos “internados” em casa? Que assistência estão dando? Recebem medicamentos? E os recursos estaduais e federais, onde estão sendo aplicados?”, cobra.

Coronavírus 2
E continua: “Por último, cadê o prefeito, seus apoiadores e seu candidato? Nada. Segundo o próprio governo estadual, Joinville segue em estágio gravíssimo. Nossa cidade, nossa gente  não merece tanta negligência. Lamentável, trágico mesmo. Nesse ritmo, morrerão mais 550 joinvilenses até dezembro. E o prefeito? Esse, se estiver por aí, vai dar de ombros, vai pra casa.  O futuro prefeito que se lixe, com a doença, com as obras não concluídas e com as dívidas deixadas pra todo lado”. Cleonir perdeu um cunhado para a Covid-19 nesta sexta-feira.

Ainda o Coronavírus
O juiz João Marcos Buch, responsável pela Vara de Execução Penal da Comarca de Joinville, esteve nesta quinta-feira (20) em vistoria e inspeção ao Complexo Prisional de Joinville. O magistrado destaca as ações que estão sendo realizadas aos detentos quanto ao Coronavírus. O magistrado também confirma que não há nenhum detento com sintomas do Covid-19, mas ressalta a carência da falta de recursos humanos para atendimento, como por exemplo médicos. O juiz está em busca de soluções junto aos governos municipal (médico) e estadual (agentes prisionais).

Bolsonaro retornando ao ninho?
No planalto central são fortes os burburinhos de que o presidente Jair Bolsonaro, hoje sem partido, estaria com um pé novamente no PSL, partido pelo qual se elegeu em 2018, mas depois abandonou por não poder mandar sozinho por lá. Bolsonaro tentou criar o Aliança pelo Brasil, que não deu certo. Ah, e tem claro o milionário fundo eleitoral do partido comandado pelo deputado Luciano Bivar. Isso pode mudar cenários em várias cidades nas eleições deste ano.

Em Joinville por exemplo…
Na cidade do norte catarinense o apoio do presidente é disputado por quase todos os pré-candidatos. Fontes que circulam pelas ruas esburacadas do centro de Joinville dizem que antes o apoio iria para Ivandro de Souza, do Podemos, mas se ele voltar ao PSL, quem pode se beneficiar é Dalmo Claro, hoje no partido e pré-candidato. Será?

Tem mais gente…
Darci de Matos (PSD), que não afirma nem nega o desejo de candidatura, também flerta com o presidente, de olho no voto dos bolsonaristas. Há quem diga que Bolsonaro pode voltar ao seu partido antigo, o PP. Aí, Francesc Boehm, pré-candidato do partido, poderia se beneficiar.

Novo livro
O jurista Péricles Prade prepara mais um livro da sua prodigiosa carreira literária, este de ficção. Enquanto a obra se encaminha, ele comemora a publicação do novo livro do escritor e crítico Jayro Schmidt – “Leopardos invadiram o templo – mística e humor de Péricles Prade com capa de Juluana Hoffmann”- de ensaios sobre a obra poética de Prade.

Prêmio Congresso em Foco 2020
Um dos prêmios mais importantes da atividade política no país, este ano o Prêmio Congresso em Foco teve somente uma deputada catarinense em sua lista. A deputada Carmen Zanotto (Cidadania/SC) comemora o feito. É a terceira vez consecutiva que ela é agraciada no seleto grupo dos “Dez Melhores Deputados” da Câmara. A cerimônia de premiação virtual desta 13ª edição foi realizada nesta quinta-feira (20), em Brasília. A escolha foi pelo voto do júri especializado, que é formado por representantes de quatro segmentos da sociedade.

Outro prêmio
“Estar entre os melhores da Câmara dos Deputados nos enche de orgulho e reforça nosso compromisso para continuar atuando firmemente em defesa da saúde da população e trabalhar por um Brasil melhor para todos”, disse Zanotto. A deputada é relatora da Comissão Externa de Enfrentamento à Covid-19. A vice-líder do Cidadania também foi selecionada pelo Diap (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar) para fazer parte da lista dos “Cem Cabeças do Congresso” em 2020.

Progressistas consultam
Interessante a iniciativa do PP em realizar consultas públicas para compor o seu plano de governo. O pré-candidato do partido é o empresário Francesc Boehm. Os progressistas não governam Joinville desde 1992 quando encerrou o mandato de Luiz Gomes, o Lula. Quase aos 44 do segundo tempo parece que vão entrar para valer no jogo eleitoral, contrataram a competente jornalista Marina Andrade, ex-A Notícia para a assessoria de imprensa. Francesc é o nome novo na eleição.

Coelho vai?
O deputado federal Rodrigo Coelho, ainda no PSB, é observado atentamente pelos outros partidos para decidirem seus rumos. Tem partido que faz jogo esperando para ver se cabe numa vice com o deputado, mas Coelho vai ter que encarar a convenção dos socialistas joinvilenses para ver se ganha a vaga, ou ainda, chegar a um bom termo com o presidente estadual do partido, Cláudio Vignatti. Conversa torta essa.

Curtas do Palavra #5

Chuva de impeachments agora?
Parece brincadeira de mau gosto, mas não é. Agora um grupo de advogados apresentou outra representação contra o Governador Carlos Moisés (PSL), a vice-governadora Daniela Reinehr e o secretário de Administração, Jorge Tasca. Neste, colocaram o caso que está sob investigação na Assembleia Legislativa e Polícia, o caso dos Respiradores de R$ 33 milhões, a tentativa de um hospital de campanha em Itajaí (SC). Tá claro que virou pura política, a busca a qualquer preço da derrubada do Governo. E a pandemia?

Relatório antecipado?
Carlos Moisés terá ainda outro pedido de impeachment para enfrentar na Assembleia Legislativa: o que será proposto pelo relator da CPI dos Respiradores, deputado Ivan Naatz (PL). Antes de encerrar o seu relatório, Naatz já avisou a órgãos de imprensa que irá indiciar o Governador e outros agentes públicos pela fraude, e com isso, pedir seu impeachment. Ou seja, já está culpado antes mesmo da apresentação final do relatório? Estranho não é?

Apoios se ampliando
Enquanto a chuva dos pedidos de impeachment aumenta, e a suspensão de tramitação do primeiro – do aumento salarial aos Procuradores – está valendo, o governador age para ter seus votos para barrar o pedido, e enterrar o impeachment. Lentamente começam a aparecer apoios de deputados estaduais que andavam silenciosos. Vicente Caropreso (PSDB), Marcius Machado e Nilso Berlanda (PL), Jerry Comper (MDB), já quase defendem Carlos Moisés. Juntam-se à líder do Governo, Paulinha (PDT) e seu colega Rodrigo Minotto, Ricardo Alba e Coronel Mocellin (PSL). Para quem tinha zero…

Frente de Esquerda define cabeça de chapa
Nas famosas discussões dos partidos de esquerda, eis que a construção da Frente de Esquerda na capital Florianópolis decidiu pelo nome do cabeça de chapa: o professor Elson Pereira do PSOL. Agora a guerra pela vice está entre PT e PCdoB. Bombeiros andam agindo, mas há risco do PT deixar o grupo, já que o nome indicado, o vereador Lino Peres, estaria rifado para a vaga. Assim, a Frente pode se desidratar com o PT saindo do grupo e levando mais alguma sigla.

Do outro lado…
Pedrão (PL) segue firme na consolidação de seu nome para enfrentar as urnas contra o atual prefeito, Gean Loureiro (DEM). Angela Amin (PP), José Carlos Rauen (MDB) – leia-se Dario Berger -, Gonzalo Pereira (PSL). Alguns novos nomes podem surgir, mas com estes já colocados no campo. A disputa terá de um lado a esquerda com a Frente, ou Frente e PT, e do centro à direita terá MDB, PSL, PP e PL, todos como alternativa à Gean, que tentará a reeleição.

Cenário de guerra no fim?
Após denúncias, mobilização e passeata de empresários, Ministério Público Estadual e Federal envolvidos, pressão via Câmara de Vereadores sobre o Governo de Udo Döhler (MDB), parece que o cenário de guerra das obras do Rio Mathias, no centro de Joinville (SC), começa a ser desmontado. Máquinas foram retiradas, entulhos também, e faltam agora os tapumes. Mesmo assim ficaram os comércios falidos, desemprego, e ainda o que será feito sobre a continuidade das obras. Sim, ainda não sabem como será feito.

Falando em Joinville…
Na maior do estado, Fernando Krelling (MDB) é o candidato do atual governo e Prefeito. Contra ele já a postos para a disputa estão Ivandro de Souza (Podemos), Dalmo Claro (PSL), Assis (PT), Rodrigo Fachini ou Odir Nunes (PSDB), Francesc Boehm (PP), Tânia Eberhardt (Cidadania), Adriano Bornschein (Novo). Nas incógnitas estão PSOL, que pode vir com Adilson Mariano, e Rodrigo Coelho, deputado federal pelo PSB que lutou para sair do partido sem perder o mandato, e não conseguiu. Seu destino seria o PL. Segundo se sabe, Coelho ainda vai tentar vencer a convenção no partido para ser candidato. Darci de Matos (PSD), faz suspense, mas nos bastidores está super ativo nas articulações, e deve ser candidato sim.

Falando em Joinville… (2)
O “MDB velho de guerra” de Joinville está cada vez menor e mais fraco. Além de integrantes históricos que se filiaram recentemente a outras siglas, importantes quadros técnicos apoiados por lideranças emedebistas do porte de um ex-governador e ex-senador Luiz Henrique da Silveira, ou do deputado federal Mauro Mariani, vêm anunciando adesão a pré-candidaturas como a de Rodrigo Fachini, agora no PSDB. Esta semana foi vez de Sérgio Alves e Tufi Michreff Neto, dois ex-secretários estaduais de governos emedebistas, declararem apoio a Fachini.

Experientes
Sérgio Alves, empresário que já presidiu a Acij (Associação Empresarial de Joinville), hoje é vice-presidente da Facisc (Federação das Associações Comerciais de Santa Catarina). Alves foi secretário da Fazenda de 2006 a 2009, no segundo governo de Luiz Henrique. Depois presidiu a Celesc durante os governos Luiz Henrique e Eduardo Pinho Moreira, entre 2009 e 2011. Já Tufi, que foi secretário de Turismo do então governo de Eduardo Moreira em 2018, ocupou cargos na prefeitura de Joinville e governo do Estado, sempre indicado pelo MDB. Atuou como diretor de Administração e Finanças da Embratur, entre 2012 a 2017, ao lado do então Ministro do Turismo, Vinícius Lummertz. O último cargo de Tufi foi o de secretário-executivo da Amunesc (Associação dos Municípios do Nordeste de Santa Catarina), até ser demitido pelo prefeito de Joinville, Udo Döhler, no fim de junho. Döhler tomou decisão arbitrária assim que assumiu o cargo de presidente da entidade.

Covideiros, ou Coveiros? Irresponsabilidade
Os números crescentes de contaminados, e de mortos, pela Covid-19 no Brasil e em Santa Catarina, demonstram o tamanho da irresponsabilidade das lideranças políticas nacionais e regionais. A cada liberação de atividades, transporte coletivo e outros, os números aumentam e a situação de gravidade total se apresenta. O país já chora mais de 100 mil mortos, e Santa Catarina passa dos 1,5 cidadãos que se foram. Quem será responsabilizado? O Presidente, o Governador, Prefeitos, empresários? Alguém tem que assumir o papel de coveiro do povo, que não sabe a quem recorrer para se cuidar, ficar em casa, ter o que comer, sentir-se seguros. Vergonha para o país.

Criciúma
O prefeito Clésio Salvaro (PSDB) vai à reeleição no município do sul. Contra ele há os nomes de Júlia Zanatta (PL), advogada e jornalista, o médico Aníbal Dário (MDB), Chico Balthazar pelo PT, e talvez o deputado estadual Rodrigo Minotto (PDT), que viria para a disputa com apoio do Governador Carlos Moisés. A disputa por lá também será dura.

Blumenau
Na querida Blumenau, a disputa colocará ex-aliados em disputa. O atual prefeito Mário Hildebrandt (Podemos) vai à reeleição. Enfrentará o ex-prefeito João Paulo Kleinubing (DEM), a ex-prefeita Ana Paula Lima (PT). Os deputados estaduais Ricardo Alba (PSL) e Ivan Naatz (PL) também ensaiam para entrar em campo. Outra disputa interessante no vale.

Reabrir as praias?
Nota da assessoria da Prefeitura de Bombinhas avisa que a Secretaria de Saúde e a Secretária de Turismo estão preparando novos protocolos de segurança dentro do planejamento para a retomada do turismo em Bombinhas. De acordo com o Prefeito Paulinho, o objetivo é estabelecer protocolos rígidos e eficazes para a retomada das atividades com segurança. Se tudo se encaminhar bem nos próximos dias e a quantidade de novos casos do COVID-19 continuar diminuindo, a administração pública pretende reabrir as praias no dia 20 de agosto. O problema aí é sempre o se…

Publicidade na mira dos MPs
A continha de propaganda e publicidade da Prefeitura de Joinville no valor de R$ 18,5 milhões foi para a mira do MPSC, após chegar nas mesas dos procuradores federais do MPF. Uma representação chegou por lá com informações que levaram ao interesse da investigação, que só pode ser realizada pelo Ministério Público de SC, já que se tratam de verbas estaduais. Governo Udo se incomodando no apagar das luzes.

Eleições – Treinamento
O TRE/SC, sob a coordenação da Escola Judiciária Eleitoral (EJESC), abriu inscrições para o curso “Registro de Candidaturas para Partidos Políticos”. O curso objetiva orientar as representações partidárias na etapa do registro de candidaturas para as Eleições 2020. Possui carga horária de 15h e é apresentado no formato autoinstrucional, quando o curso é oferecido sem a presença de tutores. Aos participantes que acessarem integralmente os conteúdos serão emitidos certificados, disponíveis, ao final do curso, na própria página do EaD.

Eleições – Treinamento 2
Para se inscrever e acessar o curso, basta clicar neste link ou através da página da EJESC, no site do TRE-SC. Caso o aluno ainda não tenha participado de nenhum curso da Escola Judiciária Eleitoral, será necessário “criar uma conta”, confirmar seu cadastro por e-mail e, por fim, inscrever-se,  na plataforma, no curso intitulado “Registro de Candidaturas: Partidos Políticos”.


Palavra Livre 2020

Como alguns leitores sabem, o Palavra Livre existe desde 2008 informando, noticiando, opinando e abrindo espaços para a sociedade cobrar, se manifestar, fiscalizar, e divulgar temas que importam a todos.

Durantes estes 12 anos, tivemos algumas paralisações temporárias por conta dos trabalhos profissionais do editor, que de forma ética, deixava de publicar por conta de trabalhos relacionados à política, por exemplo. No Palavra Livre, ética é uma premissa indiscutível.

Este ano de 2020, o jornalista Salvador Neto vai cobrir as atividades da Assembleia Legislativa de Santa Catarina especialmente, e as eleições municipais nos principais municípios. Afinal, o futuro do Estado e do País se definem já, e não em 2022.

Continuaremos a servir a sociedade com notícias, informações, denúncias, artigos, opiniões para garantir que a democracia continue forte diante de avanços do fascismo e de atos violentos contra os direitos humanos. O Palavra Livre defende que o jornalismo independente seja a luz que ilumina o que a grande mídia não deseja iluminar.

Contem conosco, mandem sugestões de entrevistas, reportagens, denúncias, fatos, tudo o que desejarem ver publicado. Somos a voz de quem não tem voz, somos o Palavra Livre.

O Editor

Crônica – Com os pés na Hercílio Luz

Florianópolis é linda, inclusive a noite. Caminhei pela Alameda Adolfo Konder rumo àquela senhora que todos querem ver ativa, altiva, oferecendo seu leito para a travessia entre a Ilha da Magia e seu Continente irmão. No lusco-fusco do início da noite da terça-feira histórica, caminhavam várias pessoas. Novas, idosas, crianças, todos na mesma direção. Todos querem matar as saudades, outros viverem a primeira vez com ela. Ansiedade? Dá para ver que existe, e é grande.

A cada passo, ela se agigantava aos meus olhos. No Mirante, junto ao busto do governador que lhe dá o nome, mais e mais pessoas com seus olhos curiosos. Será que ela aguenta? Não cai? Imprensa, colegas se aglomeravam já no novo leito da Ponte Hercílio Luz. Estava atrasado para este encontro único. O entorno do acesso insular ainda está por finalizar, entulhos das obras espalhados, iluminação ainda precária. Mas o povo ali, à espera de ver os 48 caminhões “pisarem” com seus rodados robustos nas costas da Velha Senhora. Incrédulos, afinal lá se foram 28 anos de completo abandono entre ambos.

Avisei, imprensa. Pego o capacete amarelo, ajusto, coloco sobre a cabeça que pensa, que momento. Pergunto, o governador já chegou? Sim, está lá, aponta o segurança. Coloco os pés na nova pista de rolamento, um gradil, todo furado em que você pode ver o que está abaixo, avenida Beira Mar Norte, depois o mar que divide as baías. Acelero o passo para onde estão as luzes dos colegas da imprensa, Governador ao centro respondendo as perguntas, informando sobre o evento.

Filmo. Fotografo. Uma, duas, várias vezes. As torres, as barras de olhal, ouço o Governador. Acompanho os colegas em seu trabalho. Encerra a entrevista, e lá vamos juntos caminhando. A Velha Senhora deve pensar: homens e mulheres de pouca fé, eu aguento muito mais do que as minhas irmãs de concreto ali ao lado! Faltam ajustes finais, grades de proteção, guarda corpos. Operários trabalhando dia e noite, se despedindo de um longo relacionamento com aquela que exigiu muito carinho e atenção. Daquela ponte de 1926, pouco ficou.

Atravessamos o vão central. A cada passo, uma emoção. Estou caminhando e chegarei ao Continente afinal sobre a velha Hercílio Luz! No vão central, as treliças, e as duas imponentes torres. Fotografo, tudo. Seguimos até chegar em bando, jornalistas, cinegrafistas, fotógrafos, equipe do Governo, Defesa Civil, engenheiros, assessores, à cabeceira continental. Outra multidão à espera, olhos atentos, certamente não vendo a hora de trocar de lado, chegar à Ilha de Santa Catarina.

Ouvimos protestos vindo de um grande prédio que fica próximo a entrada continental. Não consegui identificar sobre o que era o protesto. Talvez por acabar com o sossego, ou pelos altos valores investidos ao longo de muitos anos, que trouxe muita desconfiança sobre desvios, e criou antipatia pela Velha Senhora, que nada tem a ver com as ações escabrosas de alguns humanos investidos em poderes públicos.

O retorno à ilha foi ainda mais interessante, com mais calma, observando os detalhes das passarelas por onde andarão milhares de turistas, moradores, ciclistas, todos para tocarem, sentirem e perceberem a renovada Hercílio Luz e sua importância para a mobilidade, e muito mais, para a valorização e geração de empregos em Santa Catarina e Florianópolis em especial. O trajeto repetiu o que fiz, agora com olhar mais atento. Fotos, filmagens, perguntas.

Chegamos novamente à cabeceira insular. Olho à volta, e lá estão as pessoas, curiosas por ver o que virá. Vejo a saída do Governador e sua comitiva. Troco ideias com colegas. Retiro o capacete amarelo, recoloco no lugar onde estão todos os outros. Quantas cabeças ocuparam tais equipamentos nestes anos de obras? Quanto conhecimento, engenharia, inovação, cálculos, tantos cérebros envolvidos para devolver à cidade o seu patrimônio? Muita gente. Boas gentes, em sua maioria.

Saio e caminho nas novas calçadas da Alameda Adolfo Konder, observo o novo acesso ao Parque da Luz, em processo de calçamento de última hora. Operários trabalhando a noite inteira para finalizar tudo até 30 de novembro de 2019. Há muito que fazer ainda, detalhes, mas a alegria de quem viu e viveu os dias de obras está estampado nos rostos. Fica no currículo. Viverá nos corações.

Eu vivi parte desta história da restauração. Fui assessor de comunicação da Secretaria de Estado da Infraestrutura entre 2009-2010 com o deputado federal Mauro Mariani como Secretário. Vistoriamos as obras, andamos por entre tábuas, muitas ferragens, gente que se perdia nos escaninhos da ponte, sobre e sob ela. Atendi colegas da imprensa nos maios de aniversário da velha Hercílio Luz. Vivi parte disso. Só poderia estar agora, no momento em que ela volta a conviver conosco.

Emocionante. Histórico. Único. Assim foi o momento em que meus pés pisaram no monumento que os catarinenses cismam em não ver como um patrimônio. A Ponte Hercílio Luz é um motor de desenvolvimento e inclusão de centenas, talvez milhares de pessoas em empregos, trabalho, renda. Nosso complexo de vira latas impede de perceber o verdadeiro valor deste monumento para o país e SC.

Nossa falta de cultura, de vivências culturais mais aprofundadas, nos colocam em debates ocos, utilizados por muitos para ganhos políticos com discursos fáceis. Se tivessem usado o dinheiro em outra ponte, ou ainda, derrubem esta velharia e façam outra, mostram que não entendemos nada, mas opinamos de forma vazia sobre tudo. A Ponte Hercílio Luz é símbolo tal qual uma Torre Eiffel de Paris. Pode gerar muitos lucros para a sociedade, muito mais do que foi investido em sua restauração.

Agora é hora de abraçar a Velha Senhora, acolhê-la, senti-lá, envolvê-la na vida da capital, usar a sua história para construir uma nova história. É possível, basta um governo correto, gente séria, planejamento e cuidados com a manutenção do patrimônio. Seja bem vinda de volta à juventude Ponte Hercílio Luz. Foi emocionante. Único. Como jornalista, assim como meus colegas, fico feliz de poder contar um pouco do que vi agora, do que vi antes, e do que pode vir ali na frente.

Vamos continuar contando a sua e a nossa história! Dia 30 de novembro estaremos lá para ver seu retorno triunfal, o povo abraçando e te recebendo de braços abertos.

Por Salvador Neto

Novos velhos tempos, novo retorno

Jornalismo com credibilidade e independência está de volta

Olá amigos do Palavra Livre, tudo bem? Estivemos algum tempo fora do ar por motivos profissionais – estava atuando em assessorias e trabalhos que eticamente me impediam de atuar no jornalismo – e agora retomamos o trabalho jornalístico independente que sempre marcou o Palavra Livre nestes 11 anos de existência dele na rede mundial de computadores.

Como vivemos tempos ditos novos, mas com tintas fortes do passado na política e até economia, costumes, relações humanas, nada mais importante do que informar, opinar, ouvir todos os lados, avaliar as medidas deste novo momento para governadores, senadores, deputados e presidência da república.

Mais uma vez contamos com todos os leitores, leitoras, lideranças políticas, econômicas, sociais, de todos os segmentos da sociedade para oferecer aos leitores e leitoras um panorama equilibrado e consistente da nossa vida cotidiana, sem perder os laços com o passado. Vamos cobrir Assembleia Legislativa e Governo de SC com mais proximidade a partir da capital Florianópolis (SC), sem deixar nada de Brasília e outros estados de fora.

Agradeço o apoio que sei que receberei novamente, vamos em frente!!

Salvador Neto, jornalista e editor chefe do Palavra Livre.

Entrevista na Feira do Livro

Ontem (3/5) estive na Rádio Joinville Cultural FM, em um bate-papo/debate sobre o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, que ocorre hoje, 3 de maio. A convite de Jeferson Corrêa, Ruy Ferrari e Paulo Marttini, e com a presença do promotor Genivaldo da Silva, tivemos uma ótima troca de ideias e impressões sobre a liberdade, a violência, a dura luta dos jornalistas para realizarem seu trabalho, tão odiado e amado por tantos… Agradeço imensamente a oportunidade de estar entre grandes da maior cidade catarinense!

E aí, descobri que está no site da rádio a entrevista que dei para Adriana Freitas durante a Feira do Livro deste ano, e que compartilho aqui com os amigos e amigas do Blog. Comentem se entenderem ser conveniente, e compartilhem caso agrade.

De volta para alegria de uns e desespero de outros… é a vida!

Olá amigos e amigas, leitores e leitoras do Palavra Livre, que este ano seja o melhor ano de suas vidas, com muita saúde, paz, sucesso, oportunidades, bons amigos, bons livros, bons teatros, cinemas, vida a dois, enfim, com tudo o que a vida trouxer a cada um e cada uma que nos acompanha há quase cinco anos. Cinco anos! Sério, em abril completam-se cinco anos dessa aventura de escrever e divulgar informações relevantes para as pessoas.

Quem atua no jornalismo sabe o quanto é dura a vida de quem busca espaço para mostrar seu trabalho. Poucos jornais, e estes poucos nas mãos de poucos, assim como tvs, rádios, etc. Para além disso, imposições de ordem política, econômica, salários baixos, e toda ordem de coisas que impedem, ou dificultam muito, o exercício da profissão. Por isso a internet é uma dádiva, um meio que veio para democratizar de vez a disseminação de informações sem bloqueios, censuras, impedimentos.

A situação de manter um órgão informativo alternativo, seja ele impresso, ou em mídia eletrônica, é a mesma: faltam recursos. Patrocinadores se repetem em órgãos já antigos, conservadores, de grandes grupos midiáticos. Lá despejam milhões. Sobram para os loucos blogueiros como eu o apoio de amigos, de leitores que acreditam no trabalho sério que faço aqui no Blog Palavra Livre, e também no programa Xeque Mate da TV Babitonga Canal 9 da NET Digital da região de Joinville (SC), onde estou desde junho de 2012.

Mas, como conheço um pouco o caminho das pedras, e como desviar de algumas para se chegar ao objetivo final, tenho conseguido altos índices de leitura e compartilhamento do que divulgo, opino e informo aqui e acolá. Por isso me sinto feliz e reconfortado, sempre acreditando e perseverando naquilo que acredito. Porque somos o que sonhamos, e portanto, se somos do tamanho de nossos sonhos, devemos sonhar grande, muito grande, e perseverar muito, acreditar, lutar, trabalhar. Porque o Criador apoia quem trabalha, quem dá o seu melhor e não desiste nunca! Por isso, vamos em frente?

Conto com vocês para fazer um Palavra Livre ainda melhor, mais completo, mais participativo que nunca. Obrigado mais uma vez a todos que acompanham, acreditam e compartilham das palavras que por aqui buscam seus sentidos, e com eles, um mundo mais justo, solidário e feliz. Como já disse no título, estamos de volta para alegria de uns, e muito desespero de outros… Abraços a todos e todas!

Agradecer

Gratidão. É isso que sinto por mais um ano de batalhas vencidas e perdidas, de vida vivida intensamente em todos os aspectos. Gratidão. Como não ser grato pela saúde que tenho, pelos meus filhos, minha esposa e companheira Gi Rabello, pela minha Rayssa, pela saúde que minha mãe Isolde tem e, com isso, compartilha sua vida conosco? Como não ser grato pelo trabalho que tenho, pelas oportunidades vividas e que virão, pelos amigos que fiz, pelos que perdi, pelos que ainda virão? Como não agradecer as dificuldades, as dores que tive e tenho, as ingratidões, traições, erros ? Gratidão. Palavra que diz tudo. Sentimento que exprime o melhor do humano, e que atrai somente coisas boas.

Este ano tive perdas como todos tem, não é mesmo? No inicio dele me vi excluído de escrever em um jornal local os perfis que me davam um enorme prazer, pelo que traziam de humano, de vida, de dores e vitórias. O dinheiro não dava nem para as despesas, mas o prazer de ouvir as pessoas e suas histórias de vida, e transcrever o máximo em dois mil caracteres, valeu tudo! Mas depois lancei em companhia de Marco Schettert, pela segunda vez, o livro “Na Teia da Mídia – A Família Plocharski e o caso Maníaco da Bicicleta” na livraria Curitiba. Livro que conta uma história triste, real, que mostra o quanto podemos fazer mal a alguém por pressões, exibicionismo, ansiedade, pressa. Erros que custaram uma vida. Faz um ano que lancei o livro. Ganhei um novo filho, este livro, mas perdi uma grande amiga, personagem dele, neste ano.

Dona Marli Plocharski, mãe de Aluísio Plocharski, vítima dos erros da imprensa e da polícia, nos deixou em julho deste ano após longos anos de luta contra a depressão que o caso trouxe à família. Amiga de todas as horas, das mais ruins às mais alegres, visita esperada, ou o telefonema pedindo a nossa presença, e na presença a entrega do struddel, da sardinha recheada… de amor e carinho. Talvez tenha sido uma das grandes perdas da minha vida. O vazio que essa amizade deixou é irreparável. Estive na sua casinha de madeira no Atiradores, onde os pássaros cantavam muito entre nossas entrevistas. Falei com seu Ludovico, o viúvo, porque não posso deixar de agradecer. Sei que ele está sempre por lá, e por entre nós. Obrigado dona Marli, Deus e os anjos é que a tem em boa companhia.

Depois me chega um convite inusitado: vamos fazer um programa de TV? Roger Santos me veio com essa ao começar um novo projeto com a TV Babitonga Canal 9 da NET Digital. Pensei, ponderei, conversei. Nunca tinha feito televisão em frente às câmeras, sempre nos bastidores como assessor de imprensa. Topei. Estreei em 28 de junho com entrevista especial do prefeito Carlito Merss, no limite da lei eleitoral. No programa Xeque Mate já passaram várias personalidades, personagens que tem algo a dizer de relevante para a cidade e região. Agradecer, é isso, sempre agradecer. Creio que as pessoas gostaram, e espero continuar o Xeque Mate em 2013 se assim for o desejo das energias do universo.

E tem mais. Como bom geminiano, voltei às lutas eleitorais. A convite, entre tantos que recebi e neguei, da advogada Roberta Schiessl, produzi seu plano de comunicação para as eleições deste ano, onde teria como atribuição cuidar da comunicação. Acabei coordenando a campanha com a famosa “onda lilás”, que pensei ser um meio de tornar a candidata conhecida. Muitas dificuldades como toda campanha a vereadora, mas o resultado foi de quase dois mil votos, assustando adversários e a colocando como a mulher petista mais votada até hoje. Agradecer, sempre agradecer. Esta campanha mostrou novamente que sou um bom estrategista, e bom executivo. Agradecer sempre.

E durante todo o ano, muitas outras coisas boas aconteceram, projetos que empreendi como free-lance, vários deles. Mudamos o site do Sindicato dos Mecânicos a quem assessoro há anos, mantive atualizado e ativo este Blog Palavra Livre que vai completar cinco anos em abril de 2013. Interagi muito com meus artigos no Blog via Facebook e Twitter, estabelecendo novos amigos, colegas, negócios. Muitos dos quais acontecerão durante 2013, com a graça divina. Penso que o Criador sempre te dá algo de bom mesmo nos momentos mais agudos da vida. Cabe a nós perceber, e se utilizar da melhor forma das marcas que esses acontecimentos nos dão. Tenho exercitado muito isso. Gratidão. Agradecer é tudo.

Finalizo o ano feliz, com saúde e com sonhos e planos para realizar. Finalizo o ano agradecendo e sendo grato a tudo e a todos que tive a honra e o prazer de conhecer, ajudar, brigar, trabalhar, criar, viver. Agradeço principalmente à minha família na pessoa da minha amada Gi Rabello, mulher que sempre está ao meu lado para tudo, no amor, na dor, nas pressões, nas tristezas, nas chateações, nas viagens, nas alegrias, meu suporte leal e sincero que mudou minha vida para muito melhor há quatro anos. A ela o meu maior desejo de saúde, paz, sucesso e felicidades que é o mesmo que desejo à minha mãe Isolde e a minha filhota Rayssa. E que desejo aos meus filhos Gabriel, Lucas e João Pedro, mesmo distantes. Porque agradecer é preciso, viver não é preciso, viver é simplesmente…. viver!

Feliz Natal a todos e todas que acompanham este Blog comentando ou não o que divulgamos aqui. E que 2013 venha com muita luz, energias positivas, saúde, paz, sucesso e oportunidades! Boas Festas! O Blog Palavra Livre volta no próximo ano com novidades e ainda mais forte, abraços e até lá!

 

De volta à ativa

Após me dedicar a campanha eleitoral, comandando a campanha da advogada Roberta Schiessl, retorno à ativa com meu blog. Nesses últimos 90 dias senti falta de fazê-lo diariamente, escrever minhas crônicas, notas, compartilhar notícias importantes da cidade, estado, país e mundo. Mas agora volto, com a mesma energia, e muita, muita coisa para contar aos leitores.

O Palavra Livre é um espaço que permite a todos o debate, o envio de poesias, noticias, convites, enfim, busca ser o mais democrático possível. Esse é o meu jornal diário, livre dos desejos das mídias tradicionais, das pressões de editores, onde posso viajar por todos os segmentos literários, jornalísticos, oferecendo algo mais que interesse do público, e sim, de interesse público.

Obrigado a todos pela paciência, vocês verão que o retorno vale a pena, e que a aparente saída temporária, também!