Ovo de páscoa com brinquedinho é abuso. Veja como denunciar.

Em um passeio pelo supermercado fica fácil perceber: ovos de páscoa, direcionados ao público infantil, se espalham pelas prateleiras. São chocolates com personagens e brindes, impregnados de apelo ao consumismo.

A prática fere aResolução nº 163, em vigor há um ano, do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), que dispõe sobre a abusividade do direcionamento de publicidade e de comunicação mercadológica à criança e ao adolescente. Segundo texto do Conselho, utilizar-se de personagens e distribuir brindes com apelo ao público infantil, é uma prática abusiva.

Mas por que será que nada parece ter mudado com a publicação da norma? Segundo o Movimento Infância Livre de Consumismo (Milc), faltam denúncias junto a órgãos fiscalizadores e de defesa ao consumidor.

Para mudar esta realidade, o Milc está propondo uma campanha em que, além do tradicional boicote às marcas e estabelecimentos que oferecem esses produtos, sejam feitas denúncias ao Procon de cada estado e ao Ministério Público.

A ideia é aproveitar a data para por fim a uma série de abusos gerados pela publicidade dirigida ao público infantil, utilizando as vulnerabilidades da faixa etária.  Quer fazer parte desta corrente em favor das crianças? Acesse os modelos de denúncia na página do Movimento Infância Livre de Consumismo.

Com informações da EBC

Feliz Páscoa a todos!

Com todo o carinho que podemos oferecer via informações, notícias e mensagens via Blog Palavra Livre, queremos também desejar a todos e todas uma Feliz Páscoa, muito doce, alegre, feliz, em família, buscando sempre a luz do Criador. Fica um pequeno cartão para marcar essa data cristã.

Barriga farta de chocolate, alma carente de Cristo! Tenham uma verdadeira Páscoa

A história da Páscoa está repleta de mitos e verdades. O mito está ligado ao folclore, à cultura popular, mantida pela tradição. A verdade está ligada à história, à realidade do fato, que é comprovada pelos livros, pelos historiadores, pelas enciclopédias, e por aqueles que aceitam e creem na verdade das Escrituras Sagradas. O que fazer quando temos os dois: o mito e a verdade?

A tradição do coelho e dos ovos de Páscoa no Brasil, data do início do século XX. Foi trazida em 1913, por imigrantes alemães. Conta a lenda que uma mãe muito pobre, sem ter o que dar para as crianças no dia de Páscoa, resolveu pintar ovos de galinha com cores vivas. Quando as crianças viram os ovos, lindos e coloridos, ficaram muito animadas. A alegria dos meninos assustou um coelho que, saltitando, se afastou do local e fez com que as crianças achassem que aqueles ovos tinham sido botados pelo bichinho. Se perguntarmos a qualquer criança o que ela sabe sobre a Páscoa, ela, provavelmente, nos dirá que é o dia em que ganha ovos de chocolate. Perde-se a verdadeira mensagem pascal.

A festa da Páscoa foi ordenada por Deus para comemorar a saída dos hebreus do Egito. Esse povo amargou 400 anos de cativeiro, porém, Deus, por meio do profeta Moisés, libertou o povo, fazendo-o “passar” da escravidão para a liberdade. A Páscoa lembra essa libertação. Assim como os hebreus passaram do cativeiro para a liberdade, a Páscoa cristã comemora a “passagem” da morte para a vida em Cristo. O apóstolo Paulo disse: “Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, nossa Páscoa, foi sacrificado por nós”. (1 Co:5).
A solução não está em proibir ou condenar o ovo de chocolate. O problema está em iludir as crianças, sonegando a verdadeira mensagem da Páscoa. A figura do coelho está ocupando o lugar de Cristo. O ovo de chocolate tem sido dado ao invés do significado da morte e ressurreição de Cristo. “Barriga farta de chocolate, alma carente de Cristo!”.

Mogi News

Trenzinho movimenta os bairros de Joinville na semana da Páscoa

Para movimentar o comércio nesta época de Páscoa, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Joinville está com um trenzinho passeando pelos bairros com a finalidade de alavancar as vendas nesta semana de Páscoa. Pais e crianças estão se divertindo a bordo deste trenzinho todo decorado com

Nesta terça-feira (19), o trenzinho sairá a partir das 14 horas da praça do Jardim Iririú, bem em frente ao Posto Ipiranga (próximo a Curva do Nereu), no bairro Iririú.

Já na quarta-feira (20), é a vez dos bairros Adhemar Garcia e Fátima acompanharem a passagem do trenzinho. A saída está marcada para às 14 horas, na rótula do Adhemar Garcia.

Para encerrar sua participação neste ano, no sábado (23) o trenzinho estará passeando no centro de Joinville a partir das 9 horas. O ponto de saída é na Praça Nereu Ramos, em frente ao Hotel Colon.

O trenzinho já passou por diversos bairros da cidade, como Costa e Silva. O trenzinho pertence a empresa Kruger Som (47 3436-2283).

CDL JOINVILLE